Jardins com pouco espaço

Escrito por georgann yara | Traduzido por ellen zanelato
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail

Um espaço pequeno não o impede de ter uma plantação em casa

Jardins com pouco espaço
Um pequeno jardim pode render grandes recompensas (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

Pode-se plantar feijões de polo que crescem verticalmente para ter uma plantação maior em um mesmo espaço. Pepinos e melões também podem crescer contra uma treliça.

— Susan Littlefield, editora da seção hortícola, Associação Nacional de Jardinagem

Se você tiver um jardim de frente pequeno ou morar em um apartamento, deve achar que colher verduras e flores frescas é apenas um sonho. Pense duas vezes. Você não precisa de um jardim grande para ter os vegetais e as flores que mais gosta em casa. Um jardim pequeno só demanda de um pouco mais de esforço e planejamento. "Não se sinta desencorajado se não tiver muito espaço", afirma Susan Littlefield, editora da seção hortícola para South Burlington, a Associação Nacional de Jardinagem, com sede em Vermont, Estados Unidos. "Você ainda pode colher, mesmo que sejam apenas algumas ervas em um parapeito. Você pode sim ter aquela conexão com o universo natural".

Início

O fato de não ter o luxo de um jardim enorme com luz solar durante o dia todo e com irrigação perfeita significa que você precisa planejar bem mais antes de comprar envasamento para o solo e as mudas.

Primeiro avalie a exposição ao sol que o quintal, o parapeito, a área perto da sua porta da frente ou qualquer área na qual você esteja querendo fazer o jardim possui. A quantidade de incidência solar determinará que tipos de plantas você pode plantar, diz Mary Estes, paisagista e presidente da Indigenous Minds, com sede em Fênix, EUA.

"O lugar possui luz solar matinal, à tarde, o dia todo ou tem sombra? Plantas alimentícias geralmente precisam de cerca de seis horas de luz solar por dia e plantas ornamentais variam sua tolerância solar entre pouca a luz o dia todo", diz ela.

Você precisa considerar também o tamanho da planta na fase adulta. Se acha que pode se tornar um obstáculo ou que precisará de muita poda para caber no lugar em questão, melhor escolher algo menor. Caso seu desejo seja ter sua varanda em um arranha-céu exuberantemente forrada de plantas decorativas e alimentícias, descubra primeiramente as necessidades de solo antes de comprar uma palmeira ou uma macieira, já que os vasos oferecem pouca profundidade de solo, pondera Estes.

Falando em vasos, as pessoas que moram em andares mais altos devem procurar versões mais leves em fibra de vidro ou resina para suas varandas. Os vasos devem ter furinhos para a drenagem e pires, para minimizar a água e as manchas de terra, aconselha Estes.

Ela diz também que vasos retangulares e estreitos, que sigam o perímetro da sua varanda ou quintal, são boas alternativas para os vasos redondos que acabam com o espaço. Você pode variar as alturas dos vasos para um visual mais atrativo e brincar com os formatos das plantas dentro deles para uma estratificação adicional.

Maximizando e encontrando o espaço

Pensar além do vaso de planta é outra forma de encontrar espaço para o jardim.

Littlefield gosta de tirar vantagem dos espaços verticais.

Ela diz que há boas opções -- madressilva ou buganvílias -- quando se pensa em videiras decorativas que se estendem verticalmente e produzem flores coloridas. Mas se a sua ideia for criar uma fonte que ponha comida na sua mesa, você está a dois passos ou a uma treliça de muitas outras opções.

"Você pode plantar feijões de polo que crescem verticalmente para ter uma plantação maior em um mesmo espaço", diz Littlefield. "Pepinos e melões também podem crescer contra uma treliça".

Uma varanda de frente ensolarada, porém branda, pode ser o local ideal para caixas de ervas frescas. A caixa pode ser colocada para dentro no inverno ou ser trocada de lugar quando necessário.

"As ervas não ocupam muito espaço e é bom ter um pouco de salsa fresca ou manjericão para sua salada", diz Littlefield.

E, se tiver vergonha de cantos estranhos ou não tão atrativos na sua casa, um grupo de vasos de planta pode resolver esse problema também.

"Pense em espaços pouco tradicionais, como sua entrada de garagem ou seu deque", diz Littlefield. "Se tiver um quintal com sombra, mas uma entrada de garagem cheia de sol, você pode preencher uma beirada dela com vasos de tomates e pimentas".

Fazer a sua paisagem ter função dupla é outra forma de maximizar suas opções de jardim. Pense em substituir a árvore Malus ornamental no jardim de frente por uma árvore frutífera, como a macieira ou as variedades cítricas, dependendo do clima da sua região. Troque o arbusto sem graça perto da caixa de correio por um arbusto de frutas comestíveis.

Littlefield diz que é só uma questão de ser criativo sobre "onde você planta as coisas".

"Você pode combinar vegetais com flores para que tenha uma paisagem bonita e produtiva", afirma. "Você pode plantar salsa e nastúrcios em uma caixa para que não fique com a impressão de que é só um vaso de vegetais. Estará aproveitando o melhor dos dois mundos".

O que plantar

Maximizar o potencial do seu jardim pequeno significa maximizar a produção de tudo que você planta.

Para um jardim de flores, você deve escolher plantas perenes, anuais e uma combinação de perenes e anuais. Dentre as perenes, há as flores com curtas temporadas de florescência, incluindo peônias. Margaridas Shasta, em contrapartida, têm temporadas longas de florescência. Se não se importar com escavação sazonal e plantação, diz Littlefield, as anuais podem ser a sua melhor aposta, já que tendem a ter uma temporada de florescência mais longa.

Idealmente o melhor é uma variedade que combine as quatro estações.

"Consiga algo que dê flores na primavera, frutas no verão e cores bonitas no inverno, de forma que você tenha mais apelo visual na planta", diz Littlefield. "Se quiser algo que chame muita atenção, não use uma planta que dê flores na primavera, pois ficará um arbusto sem graça o resto do ano".

Para um jardim de comestíveis, plante algo que a maioria das pessoas que moram com você vão realmente comer. Você pode amar beterraba, mas, se todos os outros odeiam, usar um espaço precioso para plantá-las pode não valer a pena. Littlefield sugere que pense sobre o que é mais caro ou difícil de encontrar e faça do resultado parte da sua fazenda caseira.

"Se gostar de couve, acelga, vegetais pouco usuais ou ervas usadas na culinária Tailandesa, a maioria é fácil de cultivar", diz ela. "Dependendo do que está cultivando, você pode economizar bastante dinheiro".

Evite plantas como milho doce, abóbora e ervilhas, que monopolizam o espaço, mas produzem pouco na hora de colher. Mantenha distância de espalhadores agressivos -- como a menta -- que podem tomar conta do jardim. Se cultivar um desses, mantenha-os em seus próprios vasos acima do solo ou enterre o vaso abaixo do solo para manter as raízes controladas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível