on-load-remove-class="default-font">
×
Loading ...

Jogadores de futebol brasileiros pelo mundo

Atletas são disputados no mercado internacional pelo seu estilo
Getty Images

Introdução

Não é de se estranhar que na nação das chuteiras um dos “produtos de importação” mais cobiçados sejam os jogadores de futebol. A tradição do futebol brasileiro somada ao estilo de jogo e ao talento de nossos atletas faz com que, nem bem começam a jogar no País, já sejam convidados a vestir a camisa de times estrangeiros. Conheça alguns brasileiros que fazem sucesso no mercado internacional.

Claudio Villa/Getty Images Sport/Getty Images

Robinho – Milan (Itália)

Robson de Souza, mais conhecido como Robinho, começou a carreira profissional no Santos. Primeiro no futsal e, depois, no futebol de campo. Das categorias de base passou para a equipe profissional do clube, onde ficou alguns anos, e deixou saudade ao partir para o Real Madrid, em 2005. Em 2008, foi a vez do Manchester City, onde o atacante ficou até 2010 (sendo que nesse ano foi emprestado ao Santos) quando recebeu uma proposta milionária do Milan.

Denis Doyle/Getty Images Sport/Getty Images

Kaká – Real Madrid (Espanha)

Kaká fez história no São Paulo, entre 2001 e 2003. Não demorou a ser procurado por times internacionais, até que fechou contrato, em 2003, com o Milan, da Itália. Ainda que ele tivesse sido contratado inicialmente como reserva, logo mostrou seu talento nos campos italianos e se tornou um dos principais destaques da equipe. Em 2009, fechou com o Real Madrid, onde fez boa campanha, apesar de lutar constantemente contra lesões.

Maurizio Lagana/Getty Images Sport/Getty Images

Julio Cesar - Inter (Itália)

O goleiro Julio Cesar, principal goleiro da seleção brasileira nos últimos anos, não joga em times brasileiros desde 2004, quando saiu do Flamengo – time no qual começou em 1998 – para ir jogar na Itália. Comprado pela Inter de Milão, Julio Cesar estreou nos campos italianos emprestado por uns meses pelo novo clube ao Chievo Verona, até que, em 2005, colocou a camisa da Inter.

Marco Luzzani/Getty Images Sport/Getty Images

Eder Martins – Sampdoria (Itália)

Eder é pouco conhecido nos campos brasileiros. Jogou um ano pelo Criciúma, em 2004, e logo foi descoberto por olheiros italianos e assinou contrato com o Empoli. Ali, jogou entre 2005 e 2011, sendo emprestado ao Frosinone (2007 – 2009) e ao Brescia (2010-2011). Teve uma rápida passagem pelo Cesena, em 2011, e, em 2012 passou a jogar no Sampdoria.

Paolo Bruno/Getty Images Sport/Getty Images

Marquinho – Roma (Itália)

Marquinho começou no Roma emprestado pelo Fluminense, em 2012, mas logo foi comprado oficialmente pela equipe italiana, estreando no futebol europeu. Até então, tinha jogado pelo Palmeiras, onde começou sua carreira nos clubes profissionais, em 2006. Em 2007, fez uma rápida passagem pelo Botafogo e, em 2008, foi a vez do Figueirense. Mas foi no Fluminense que Marquinho ganhou destaque, principalmente após salvar o time do rebaixamento, em 2009, e levar a equipe à conquista do Campeonato Brasileiro de 2010.

Giuseppe Bellini/Getty Images Sport/Getty Images

Alexandre Pato - Milan (Itália)

Pato começou nas categorias de base do Internacional de Porto Alegre, time pelo qual jogou profissionalmente entre 2006 e 2007. No fim de 2007, o jogador assinou com o Milan. Atuou na Seleção Brasileira Sub-18, em 2006, e Sub-20, em 2007. Em 2008, passou a integrar a seleção principal, conquistando o bronze olímpico em Pequim (2008) e o ouro na Copa das Confederações na África do Sul (2009). Quando Mano Menezes assumiu o comando da Seleção Brasileira, Pato passou a ser um dos principais jogadores na lista do técnico.

Claudio Villa/Getty Images Sport/Getty Images

Amauri – Parma (Itália)

O atacante Amauri nem bem tinha começado nas ligas de base do Santa Catarina, quando deu início à sua carreira nos clubes italianos. Sua estreia foi no Napoli, em 2000. De lá, seguiu para o Piacenza, onde atuou em 2001 e 2002, passou pelo Messina, entre 2002 e 2003, e chegou ao Chievo, onde fez ótima campanha entre 2003 e 2006. Em seguida, passou a atuar pelo Palermo, até 2008, quando foi comprado pelo Juventus, onde jogou por quatro anos. Amauri ainda teve uma rápida passagem pelo Fiorentina, em 2012, e logo passou a jogar pelo Parma.

Shaun Botterill/Getty Images Sport/Getty Images

Diego Ribas – Atlético Madri (Espanha)

Diego Ribas fez fama no Santos. Começou nas categorias de base aos 11 anos e, aos 16 anos, já defendia a camisa profissional do “peixe”. Brilhou no elenco principal da equipe até 2004, quando seu passe foi comprado pelo Porto. Em 2006, deixou a equipe portuguesa para defender a camisa do time alemão Werder Bremen. Três anos e um campeonato alemão conquistado depois, Diego foi para a Juventus, equipe italiana que já assediava o jogador há algum tempo. Entre 2010 e 2011, teve uma rápida passagem pelo alemão Wolsburg e logo passou a defender a camisa do Atlético Madri.

Valerio Pennicino/Getty Images Sport/Getty Images

Ederson - Lazio (Itália)

Ederson jogou por apenas dois anos no futebol profissional brasileiro – 2004, no Internacional de Porto Alegre, e 2005, no Juventude de Caxias do Sul. Logo foi descoberto pelo futebol francês, onde atuou por três anos no Nice (2005 – 2008) e quatro anos no Lyon, entre 2008 e 2012. Na sequência, o jogador passou a jogar pela equipe italiana Lazio.