Lavagem de mãos cerimonial judaica

Escrito por jonathan reich | Traduzido por rodrigo bittencourt
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Lavagem de mãos cerimonial judaica
Lavar as mãos antes da refeição é um importante costume judaico (hands image by david harding from Fotolia.com)

Lavar as mãos é um ritual caseiro importante para os judeus. Lavar as mãos não é, primariamente, uma questão de higiene, embora tenha sem dúvida sido uma vantagem nos tempos pré-modernos; a lavagem simboliza santificação e prontidão para passar por um ato sagrado.

Outras pessoas estão lendo

Origem

A prática do ritual de lavagem de mãos tem sua origem nas regras de pureza do templo e dos clérigos. Ela tinha de ser feita para prevenir a contaminação da comida doada a eles.

Santificação do mundano

Os sábios do período talmúdico estimulavam a lavagem de mãos apesar da não existência do templo. Isso trouxe a ideia de santificação e santidade ao dia-a-dia dos judeus.

Antes das refeições

Apesar de não haver mais doação de comida para os templos, o Judaísmo trata qualquer ato de comer como um ato sagrado em potencial. Lavar as mãos ajuda a incluir santidade e reverência em um dos atos mais mundanos da vida.

A bênção

A lavagem de mãos cerimonial é acompanhada por uma bênção, "Baruch ata Adonai, Elohenu melech ha-olam, asher kidshanu b’mitzvotav v’tzivanu al netilat yadayim". Isso quer dizer, literalmente, "Abençoado é Você, Ó Senhor, nosso Deus, dono do universo, que nos santificou com Seus mandamentos e mandou-nos lavar as mãos".

Outras ocasiões

Judeus praticantes também lavam suas mãos ao acordar e ao retornar de um cemitério.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível