Como ler T-scores

Escrito por sharon perkins | Traduzido por andressa gonzalez
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como ler T-scores
Conhecer seu T-score pode ajudá-lo a desenvolver terapias para prevenir a perda óssea (Thinkstock/Comstock/Getty Images)

Um T-score mede desvios considerados anormais. Quando usado para verificar a osteoporose, ele compara sua densidade óssea com a de outros adultos. Ele determina o seu grau de perda óssea e ajuda a prever o risco de fraturas. Conhecer o seu risco permite que você pondere diferentes opções para o aumento da densidade óssea, tais como o uso de medicação. Um exame DEXA ou DXA, que utiliza a absorciometria de raios-X de energia dupla, calcula o seu T-score. Este teste não-invasivo, leva apenas alguns minutos para ser concluído e difere-se de um raio-X comum, exigindo equipamento especializado.

Outras pessoas estão lendo

O que um T-score mostra

Um T-score, no teste de densidade óssea, apanha a espessura de seus ossos e a compara com a de um adulto saudável. Os locais normalmente testados incluem a projeção ântero-posterior da coluna vertebral e do quadril. A projeção lateral da coluna vertebral também pode ser testada e pode dar uma melhor indicação para o risco futuro de uma fratura vertebral, de acordo com a Clínica Cleveland. Um Z-score vai um pouco além e compara sua densidade óssea com a de uma pessoa na sua faixa etária.

Resultados normais

Se os seus ossos são tão densos quanto os de um adulto saudável, você tem um T-score 0, o que significa que a sua densidade óssea não se desvia do padrão. Qualquer pontuação entre 1,0 e -1,0 é considerada uma leitura normal. O exame DXA não mostra uma imagem precisa do risco de fraturas em mulheres na pré-menopausa, e geralmente, não é usado para a triagem de rotina nas que têm menos de 50 anos, de acordo com a Fundação Nacional de Osteoporose.

Desvios de padrão

Um T-score de -1,0 a -2,5 indica que você tem osteopenia e um T-score de -2,5 ou menos indica osteoporose. Cada desvio de padrão é igual a uma perda de massa óssea de cerca de 10 a 12 por cento, de acordo com o website da Saúde Óssea Americana. Um T-score de -2,5 mais a ocorrência de uma ou mais fraturas osteoporóticas indica osteoporose severa. Cada desvio de padrão na coluna aumenta o risco de fraturas vertebrais em 2,0 a 2,4, explica a Clínica Cleveland. Cerca de 54 por cento das mulheres na pós-menopausa têm osteopenia, ou baixa massa óssea, e outros 30 por cento têm osteoporose, de acordo com a Clínica Cleveland. A osteoporose em homens tende a desenvolver-se de cinco a dez anos mais tarde do que nas mulheres.

Limitações

Um T-score não pode dizer quanto de massa óssea você perdeu. Mesmo que tenha um T-score de -2 ou mais, indicando uma queda de 20 a 30 por cento da massa óssea, não significa que você perdeu tanto osso. Você pode sempre ter tido menos massa óssea do que o normal. Fazer o teste de densidade de massa óssea sequencial a cada um ou dois anos indicará se você está ou não perdendo massa óssea. Os exames de sangue também podem ajudar a determinar essa informação. O T-score em diferentes áreas ósseas também pode variar.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível