O que é lesão tireóidea hipoecogênica?

Escrito por claire moorman | Traduzido por angela spada
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que é lesão tireóidea hipoecogênica?
A glândula tireoide localiza-se na base do pescoço (tie on neck image by timur1970 from Fotolia.com)

A tireoide é uma glândula na porção inferior do pescoço que regula a frequência cardíaca, a pressão sanguínea e a conversão do alimento em energia pela fabricação e secreção de certos hormônios. Esses hormônios são importantes para o crescimento celular e reações químicas dentro do corpo. Várias coisas podem alterar a produtividade e eficácia dessa glândula, incluindo as lesões tireóideas hipoecogênicas. Dar a essas lesões a pronta atenção médica é essencial para a sua saúde.

Outras pessoas estão lendo

Nódulos e lesões

Um nódulo ou lesão, que se forma na tireoide, consiste tipicamente em um pequeno caroço endurecido ou cheio de líquido. Em geral, as lesões são pequenas demais para se notar sem um exame efetuado pelo médico, mas em alguns casos podem se tornar tão grandes que são visíveis a olho nu ou obstruem a traqueia. Esses nódulos raramente são cancerosos, mas uma lesão de crescimento rápido pode ser um sinal de malignidade. Para realizar um teste de detecção de câncer, é comum o médico pedir um ultrassom da lesão tireóidea, que determina a ecogenicidade do nódulo. Este pode ser hipoecogênico, hiperecogênico ou normal (normoecogênico).

Ultrassom

O exame por ultrassom é indolor e geralmente leva apenas cerca de 10 minutos. O médico fricciona gel lubrificante no pescoço e passa um transdutor sobre o nódulo. O ultrassom envia ondas sonoras através da pele, que retornam ao transdutor e criam uma imagem da lesão. Esse exame é realizado para determinar se a lesão é hiperecogênica, hipoecogênica ou nenhuma das duas. A ecogenicidade da tireoide refere-se ao número de ondas sonoras que se refletem de volta ao transdutor, em comparação com o número de ondas refletidas de volta por outras estruturas do pescoço.

Ecogenicidade

A glândula tireoide é geralmente mais ecodensa que outros tecidos e estruturas circundantes por conter iodo. Se o nódulo tireóideo mandar de volta menos ondas que as estruturas circunjacentes, ele é hipoecogênico. Se devolver mais ondas, é hiperecogênico. Como as lesões tireóideas raramente são cancerosas, os resultados hipo e hiperecogênicos geralmente são benignos, mas um resultado hipoecogênico pode significar maior possibilidade de complicações.

Hipoecogenicidade e Hipotireoidismo

Em um estudo no Kuma Hospital, no Japão, os médicos descobriram que os pacientes com lesões tireóideas hipoecogênicas têm uma probabilidade seis vezes maior de desenvolver hipotireoidismo que as pessoas com lesões hiper ou normoecogênicas. O hipotireoidismo é o termo médico para uma tireoide hiperativa, que pode causar perigosos problemas de saúde, como obesidade e doença cardíaca, se ficar sem tratamento. Os pacientes com hipotireoidismo podem se sentir lentos, constipados, ter palidez ou sentir dores musculares, além de ter períodos menstruais intensos e depressão. O hipotireoidismo avançado, referido como mixedema, pode ser potencialmente fatal.

Câncer tireóideo

Os médicos descobriram uma incidência maior -- cerca de 26% -- de malignidade nos nódulos hipoecogênicos do que nos hiperecogênicos. Entretanto, ainda que a hipoecogenicidade seja causa para mais alarme, o ultrassom não é necessariamente um instrumento preciso de diagnóstico de câncer. Os médicos, tipicamente, pedem mais exames das lesões hipoecogênicas para obter resultados mais claros. Um desses exames é a biópsia por aspiração com agulha fina (AAF), na qual o médico remove uma amostra de células da lesão hipoecogênica e a envia a um laboratório para outros testes.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível