×
Loading ...

O que levar em conta ao alugar uma casa de temporada

Thinkstock Images/Comstock/Getty Images

Introdução

Depois de meses de trabalho, tudo o que você consegue pensar é nas suas tão aguardadas férias. Ou após dias difíceis, o feriado prolongado é o seu maior desejo. E passar dias tranquilos na praia ou no campo parece ser o melhor a se fazer. Certamente, uns dias de ócio são merecidos e prazerosos. Uma das formas de aproveitar seu descanso de maneira econômica, e até de forma mais confortável, é alugando um imóvel de temporada, seja na praia ou na montanha. Para isso, no entanto, são necessários alguns cuidados especiais para evitar transtornos. Confira algumas dicas a seguir e aproveite!

Jupiterimages/Comstock/Getty Images

Alugando uma casa

Você já decidiu o destino da viagem, mas ainda não sabe ao certo onde vai ficar? Hotéis são boa opção, mas muitas vezes são bem caros e acabam comprometendo o orçamento do resto do passeio. Para pagar mais barato, você não conseguirá um hotel tão bem localizado assim. Desta forma, uma opção com bom custo-benefício é o aluguel de temporada. Leve em conta alguns aspectos, como número de pessoas que estarão contigo e se há alguém que exige cuidados especiais (como uma criança, idoso ou portador de deficiência). Faça uma ampla pesquisa e tenha uma casa só para você no destino dos seus sonhos.

Stockbyte/Stockbyte/Getty Images

Casa ou apartamento

Agora que você decidiu alugar um imóvel, o próximo passo é escolher se você quer passar as férias ou o feriado em uma casa ou um apartamento. Pese todos os prós e contras. Casas geralmente são recintos mais espaçosos, com uma área externa, como quintal pra churrasco ou área de serviço para pendurar as roupas. Por outro lado, ela ficará sozinha o dia todo enquanto você estiver passeando. Já os apartamentos são menores, mas são mais seguros, pois muitos têm porteiro ou ao menos um interfone. Verifique primeiro o perfil da sua viagem e analise qual opção valerá mais a pena.

Digital Vision./Digital Vision/Getty Images

Pesquisando

Já se decidiu entre casa e apartamento? Então o próximo passo é escolher o local ideal, dentro do seu gosto e do seu orçamento. Se o destino da viagem for distante, o meio mais fácil de encontrar o que procura é pesquisando pela Internet. Cheque sites que alugam imóveis para temporada (há alguns como VRBO, Alugue Temporada ou Air BnB). Pesquise opções e leia os textos com as experiências de quem já alugou o imóvel pelo qual você está interessado. Antes de entrar nas páginas, se informe se o site realmente é confiável.

Jupiterimages/Comstock/Getty Images

Localização

Depois de pesquisar, ver fotos e ler as opiniões de quem já alugou a “sua” casa ou apartamento, confira a localização. Primeiro, deve atender aos seus objetivos: ser perto da praia, longe da movimentação da cidade ou próximo a um centro de compras, por exemplo. Muitas vezes, as fotos dos imóveis nos levam a imaginar lugares perfeitos. Mas às vezes, quando você chega, percebe que a vizinhança não é tão boa assim. Para evitar arrependimentos futuros, anote o endereço, entre no Google Maps e veja as redondezas do lugar que você pretende alugar. Assim, você poderá evitar surpresas desagradáveis.

Comstock Images/Comstock/Getty Images

Depósito

Quando você aluga um imóvel, geralmente tem de pagar parte do valor da locação de forma adiantada, assim como é exigido na reserva de um hotel. Pague apenas o valor combinado. Evite problemas e cheque antes se a conta bancária realmente é da pessoa com quem você está tratando. E, tendo feito o depósito, guarde com segurança o comprovante. Procure fazer a negociação por e-mail, para que você tenha por escrito tudo o que foi tratado entre as partes. Guarde todas as mensagens para alguma eventualidade. Em alguns casos, é preciso deixar um valor de caução, por meio de cheque ou cartão de crédito. Anote todos os dados.

Jupiterimages/Creatas/Getty Images

Vistoria

Ao chegar ao imóvel, cheque todos os itens que há nele: móveis, lençóis, toalhas, utensílios de cozinha, eletrodomésticos, artigos de decoração. Se possível, faça uma lista com tudo isso (ou já peça para o responsável deixar a lista pronta). Verifique se tudo o que existe no local está nessa relação e assine-a. Desta forma, tanto você quanto o locador estarão seguros. Ele poderá cobrar se algum objeto sumir e você poderá se defender caso ele cobre por algo que não estava lá antes de sua chegada. Nesta lista, detalhe também o estado de conservação e funcionamento dos itens.

PhotoObjects.net/PhotoObjects.net/Getty Images

Contrato

Mesmo que sua estadia no imóvel seja curta, faça um contrato de locação. Você pode pedir para o locador lhe enviar o documento por e-mail, para que você fique ciente de todos os termos com antecedência. Ao chegar ao destino, assine os papéis. Neles, deve constar tudo o que foi conversado entre vocês, como preço, tempo de permanência e outras informações importantes. Deixe claro ainda as datas de chegada e partida, a forma como será feito o pagamento e, se houver, os valores das multas em caso de rescisão ou prejuízos causados no imóvel. Com um documento bem redigido, sua segurança será maior.

Goodshoot RF/Goodshoot/Getty Images

Custos

No momento da negociação com o locador, e na hora de assinar o contrato, lembre-se de perguntar se o valor da diária já inclui todos os custos. Informe-se, antes da chegada ao destino, se a diária inclui gastos com água, gás e energia elétrica. Há locadores que cobram uma taxa extra de limpeza na saída do locatário, por exemplo. E verifique ainda se o imóvel locado tem aparelho de telefone, se ele ficará disponível para você, se conta com sinal de internet – e se estará habilitado para que você o utilize.

Jupiterimages/Comstock/Getty Images

Regras

Não é apenas porque você está de férias que pode chegar fazendo a maior bagunça na vizinhança alheia. Se tiver alugado uma casa, respeite a lei do silêncio e não faça barulho após o horário determinado pela prefeitura local (geralmente o limite é às 22 horas). Se for um apartamento a sua opção, respeite as regras do condomínio referentes a barulho, retirada do lixo, uso de elevadores e comportamentos aceitáveis ou não. Você não quer voltar para a sua cidade com uma multa condominial, nem se tornar uma pessoa indesejada no prédio onde se hospedou por alguns dias. Aproveite o descanso sem transtornos.

Comstock/Comstock/Getty Images

Acomodação

Não se esqueça de verificar quantas pessoas podem se alojar no imóvel escolhido. De nada adianta alugar um apartamento mínimo, que acomode apenas três pessoas, se você viajará com uma família de oito integrantes. Ainda que o proprietário diga que não tem problema você levar uma ou duas pessoas além do que, em tese, cabe no local, você não vai querer ter problemas se apertando na casa. Garanta o mínimo de conforto. Afinal de contas você estará de férias e merece descansar. Faça de tudo para passar dias agradáveis e cômodos com as pessoas com quem você está dividindo essa experiência.

Comstock/Comstock/Getty Images

Segurança

Durante os dias em que estiver de férias, tenha todos os cuidados que você tem com seu imóvel, especialmente no que se refere à segurança. Em casa (na que você está passando seus dias livres), não deixe portões destrancados, carros abertos ou com pertences de valor expostos. Se você deixar claro a todos que está de férias, atrairá ladrões e golpistas. Em apartamentos, também evite muitas festinhas e curtição, de forma a não atrapalhar os outros condôminos nem chamar a atenção para a sua condição de turista. Tranque tudo antes de sair. Assim, você evita problemas.