Lições de ciências sobre rochas e minerais

Escrito por amanda gronot | Traduzido por angela spada
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Lições de ciências sobre rochas e minerais
As rochas podem ser surpreendentemente belas (Thomas Northcut/Photodisc/Getty Images)

As crianças geralmente começam a aprender sobre rochas e minerais nos primeiros anos do ensino fundamental e vão progressivamente aprendendo mais sobre a composição, construção e identificação dessas substâncias durante os ensinos seguintes do fundamental e médio. As rochas e os minerais podem ensinar muito aos estudantes sobre o seu planeta-lar e seus recursos naturais, assim como sobre o método científico e a importância da observação cuidadosa.

Outras pessoas estão lendo

Identificação

Comece mostrando diferentes rochas aos alunos. Circule-as entre eles e peça-lhes que falem sobre suas características como a cor, dureza, uniformidade e peso. Explique as características que os geólogos usam para identificar os tipos de rochas, mostrando-lhes exemplos relacionados, como testes de dureza.

Em seguida, exiba aos alunos pelo menos duas amostras de cada classe de rochas: sedimentar, ígnea ou magmática e metamórfica. Se não for possível obter as rochas, use figuras. Peça-lhes que criem hipóteses sobre que tipo de rocha é o da amostra.

Quando entenderem como identificá-las, forneça-lhes uma lista de rochas com várias características e monte 10 a 12 estações com diferentes rochas. Peça-lhes que realizem observações e tentem identificar o tipo de cada uma.

Fazendo rochas

Para ajudar sua classe a entender como são criadas, tente construir diferentes tipos de "rochas". Você pode fazer um "doce magmático" recheado com marshmallows, pedaços de balas de hortelã ou toffee para mostrar como as rochas magmáticas se solidificam. Ou, então, aquecer um certo produto ou substância química despejando parte dela em um prato levado ao freezer e parte em um prato deixado à temperatura ambiente, permitindo em seguida que seus alunos observem as diferenças.

Peça-lhes que realizem suas próprias rochas sedimentares colocando, em uma embalagem de leite, diferentes camadas coloridas de gesso misturadas com diferentes "fósseis", e extraiam a "rocha" resultante. Você também lhes poderá pedir que façam uma rocha de açúcar-cande para explorar como funciona a cristalização.

Caçadores de pedras

Leve os alunos a uma caçada exploratória de rochas para ver quais os tipos que podem ser encontrados no playground ou mande-os para casa a fim de procurarem rochas no quintal juntamente com os seus pais. Peça-lhes que tragam as rochas para a sala de aula e examinem-nas para identificar o tipo de rocha que encontraram. Eles deverão os registrar seus achados com desenhos detalhados e observações.

Finalmente, peça-lhes que combinem suas rochas para fazer uma exibição em sala de aula. Desafie-os a decidir como uma coleção de rochas deverá ser organizada e exibida, assegurando-se de que deem algumas informações sobre cada rocha e grupo de rochas da coleção.

Ciclo das rochas

Todas as rochas da Terra passam por um ciclo de modificação por meio de processos de metamorfismo, fundição, cristalização, litificação e desgaste pelas intempéries; isto é conhecido como ciclo das rochas. Explique os processos que transformam rochas e deixe que os alunos explorem essa transformação com cubos de açúcar.

Peça-lhes que examinem um cubo de açúcar com uma lupa, fazendo observações detalhadas, e depois esmaguem os cubos até virar pó, observando-os novamente. Por fim, peça-lhes que aqueçam o açúcar em uma colher ou em um barquinho de papel-alumínio e que, depois de frio, o fragmentem.

Faça-os correlacionar etapa por etapa do ciclo das rochas e registrar suas observações, notando as similaridades e diferenças entre esse ciclo e o ciclo real das rochas. Isso também funciona com o uso de raspas de giz de cera.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível