Mais
×

Como lidar com algas filamentosas em um aquário

Atualizado em 20 julho, 2017

Algas filamentosas, conhecidas como algas tipo cabelo, são vários tipos de algas que causam problemas em aquários de água doce ou salgada. O crescimento das algas indica que o tanque está em desequilíbrio; a água pode estar com alta concentração de fosfatos ou pode estar recebendo luz demais. Os donos dos aquários podem ter que tentar diversas técnicas para gerenciar o crescimento dessas algas.

Instruções

Algas filamentosas, mostradas aqui num pequeno lago, podem causar problemas também em aquários (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)
  1. Remova o quanto puder das algas com os dedos ou uma escova de dentes limpa.

  2. Corte a quantidade que você dá para seus peixes comerem. Peixes de aquário sempre parecem famintos, mas alimentá-los demais leva a problemas com algas. A maioria dos peixes de aquário não deve ser alimentada mais do que consegue comer em cinco minutos, duas vezes ao dia. Retire toda a comida não consumida.

  3. Acrescente plantas a tanques de água doce. Plantas vivas concorrem com as algas por nutrientes na água, mas têm seus próprios requisitos de luz e fertilização para crescerem bem.

  4. Melhore a filtragem da água mudando o filtro regularmente. Quando sujo, ele deixa de remover bem as impurezas da água. Você também pode tentar usar filtros de remoção de fosfato, porque os fosfatos contribuem para o crescimento das algas.

  5. Use água de osmose reversa. Ocasionalmente, mudanças de água frequente não ajudam porque a água da torneira pode ter alta concentração de fosfato e outros nutrientes que contribuem para o crescimento dasa algas. Os sistemas de filtragem por osmose reversa removem todas as impurezas. Contudo, peixes e plantas não conseguem viver em água pura de osmose reversa, então você pode ter que experimentar misturas de água de osmose reversa e água normal de torneira para que ela tenha os elementos adequados. Lojas de animais também vendem químicos para misturar com a água de osmose reversa para torná-la apropriada para o uso em aquário.

  6. Controle a quantidade de luz a que o aquário é exposto. Tanques de água doce e salgada não precisam de mais que 10 a 12 horas de luz por dia.

  7. Acrescente peixes e camarões que se alimentem de algas ao tanque. Em tanques de água doce, o comedor de algas siamês, o peixe bandeira americana e o camarão amano estão entre as espécies que consomem a alga filamentosa. Para tanques de água salgada, procure lesmas turbo e peixes-cirurgião. Cada uma dessas espécies tem seus cuidados especiais e pode não comer muita alga se houver outras opções de comida, então não dependa só delas para controlá-las.

Dicas

  • A luz do sol estimula o crescimento das algas, então corte a exposição do aquário ao sol se ele estiver próximo a uma janela.

Aviso

  • Certifique-se de que a água que você acrescentar durante uma mudança esteja na mesma temperatura que a água do aquário e que tenha sido tratada para remover o cloro ou a cloramina, dois compostos químicos usados em sistemas de tratamento de água que podem prejudicar os peixes.
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article