Mais
×

Como lidar com ameaças por e-mail

Atualizado em 21 fevereiro, 2017

O envio de e-mails ameaçadores, mensagens através da Internet usando as mensagens instantâneas, ou outros meios, é um crime. Ameaçar a pessoa de sequestro ou ameaçar ferir alguém é crime. A intenção é irrelevante -- o ato de enviar o e-mail ameaçador é uma ofensa punível. Saiba o que fazer se receber e-mails que o ameacem, ameacem à sua família ou sua propriedade.

Instruções

Enviar ameaças por e-mal é crime (Photodisc/Photodisc/Getty Images)
  1. Leve a sério as ameaças de e-mail. Os remetentes podem ser mentalmente instáveis ou estarem sob a influência de drogas, álcool ou outros fatores desconhecidos podem estar em jogo. É melhor levar uma ameaça a sério e não ter resultados, do que ignorá-la e ter problemas mais tarde.

  2. Salve todas as correspondências da pessoa (ou pessoas) fazendo as ameaças. Elas podem ser utilizados como prova. Imprima os e-mails, mas não apague os e-mails de seu computador. Para um especialista em TI, o próprio e-mail pode fornecer informações valiosas sobre o remetente, mesmo que enviados de forma anônima. Ele pode determinar o endereço IP do remetente e a localização, bem como outras informações de identificação. A Internet oferece um certo anonimato, mas a tecnologia de rastreamento está melhorando diariamente.

  3. Entre em contato com a agência local de aplicação da lei, forneça as cópias dos e-mails e guarde o relatório oficial. A apresentação de um relatório policial colocará seu caso no registro e, no caso de alguma coisa acontecer com você, sua família ou sua propriedade (tal como incêndio ou roubo de carro), a polícia terá essa informação no arquivo.

  4. Não responda ao infrator. Na maioria dos casos, se ignorá-lo, ele cansará e irá embora. Responder ou se envolver em uma conversa de e-mail dá poder ao transgressor e alimenta o problema. Não o ameace como resposta.

  5. Não bloqueie o seu endereço de e-mail se desejar continuar recebendo os e-mails e mantê-los como prova.

  6. Salve a mensagem e contate o departamento de segurança da página da internet se as ameaças chegam via sistema interno de mensagens de uma página de terceiros, como o Facebook ou Twitter. Estes tipos de mensagens podem trabalhar ao seu favor, pois páginas de terceiros também serão capaz de acessá-las.

  7. Contate um advogado especializado em direito criminal se as ameaças continuarem a aumentar e você souber quem as está fazendo.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article