Mais
×

Como lidar com um companheiro viciado em videogames

Atualizado em 21 fevereiro, 2017

O vício em jogos eletrônicos é um problema recente cuja incidência vem aumentando consideravelmente. Tal adição destrói relacionamentos pessoais e afeta a vida profissional podendo, inclusive, culminar em uma demissão. Acredita-se que crianças e jovens adultos viciados em videogames tenham seu desenvolvimento social e emocional retardados.

Instruções

O vício em jogos eletrônicos destrói relacionamentos pessoais e afeta a vida profissional (gamepad image by asiana from Fotolia.com)
  1. Aprenda quais são os sinais do vício em jogos. Além de aumento do tempo gasto jogando, preste atenção a detalhes como comportamento irritadiço quando ele não estiver jogando, se ele está se isolando de amigos e familiares e se ele tem mentido para esconder a quantidade de tempo que passa jogando.

  2. Saiba o que fazer primeiro. Converse com seu companheiro sobre sua preocupação pelo fato de ele estar passando muito tempo jogando.

  3. Faça perguntas para descobrir a origem do vicio. Podem existir outros motivos para ele estar jogando tanto, como auto-estima baixa e depressão.

  4. Peça ajuda. O vício é um problema difícil para todos os envolvidos, tanto mental quanto emocionalmente. Visite o site Online Gaming Addiction ou participe do fórum de apoio para ajuda e orientação extras. Consulte a seção de recursos adicionais abaixo.

  5. Peça para que ele jogue menos. Comece devagar, com um objetivo palpável e depois estabeleça metas mais longas. Mudanças drásticas podem resultar em amargura e ressentimentos.

  6. Lembre-a de que o "mundo real" é melhor que o "mundo virtual". Fale sobre os momentos divertidos que vocês passaram juntos. Faça com que ela saiba que você sente falta desses tempos.

  7. Juntos, procurem por ajuda profissional. Um terapeuta pode ajudar você e seu companheiro a trabalhar as questões associadas ao vício em jogos eletrônicos de maneira saudável.

Dicas

  • Seja gentil. É mais comum que palavras e atitudes amáveis sejam ouvidas que atitudes tomadas na hora da raiva.
  • Seja paciente. A recuperação de qualquer vicio exige tempo e paciência.

Aviso

  • Não grite nem o acuse de amar mais os jogos do que te ama. Isso vai levá-lo ainda mais fundo em sua dependência.
  • Não faça ameaças. Elas não ajudam. Assim, não ameace deixá-lo, pedir o divórcio, nem jogar fora o computador ou o jogo, se você não tem a real intenção de o fazer.
  • Lembre-se que viciados não gostam de ser confrontados com seu problema. Se ele ameaçar feri-la de alguma forma, deixe-o imediatamente.

O que você precisa

  • Terapeuta profissional
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article