Mais
×

Como lidar com crianças imaturas

A imaturidade em uma criança é algo muito frustrante de se lidar, não importando a idade. Quando as expectativas de desenvolvimento normal não são a realidade, você deve dar passos extras para alterar o comportamento. É bom saber como o responsável pela criança pode ter contribuído e que tipo de imaturidade a criança demonstra, se ela se comporta assim em lugares específicos ou como reação a certas coisas.

Instruções

Alguns comportamentos imaturos poderiam ter sido evitados (Jupiterimages/Goodshoot/Getty Images)

    Entendendo a imaturidade

  1. Aprenda os modos através dos quais a imaturidade social e emocional pode ser exibida. A criança pode não se relacionar facilmente com outras da mesma faixa etária ou pode não entender o que parece aos outros entendimento comum. Na realidade, a criança pode internalizar isso, se tornando muito quieta e reservada. Ela pode ter ataques de raiva e chorar entre adultos para conseguir atenção. Não se deve permitir nunca que elas usem a violência física como modo de liberar suas emoções.

  2. Saiba que a imaturidade física também existe. Seu filho pode não querer derrubar o copo de suco. Talvez ele não consiga evitar esbarrar em paredes ou fazer xixi na cama. Isso apenas significa que esforços para corrigir o comportamento dele necessitam de apoio físico além do verbal.

  3. Cheque com um médico se pode haver algo medicamente errado, como déficit de atenção ou transtorno bipolar. Embora alguns sinais sejam muito similares à imaturidade social e emocional, o comportamento é algo que a criança nem sempre pode evitar.

    A experiência cria maturidade

  1. Evite perguntar por que uma criança se comporta de maneira ruim ou agir de forma imatura. Ela não é capaz de formular uma resposta como um adulto. O "por que" da situação é menos importante do que afirmar que o comportamento é inaceitável e trabalhar em meios alternativos de lidar com as emoções. Nunca humilhe uma criança com baixa autoestima ou compare as ações e comportamentos dela aos das outras.

  2. Mantenha suas instruções simples e sem negociações. Se necessário, retire privilégios que motivarão a criança a corrigir o comportamento rapidamente. Uma criança que tem suas exigências constantemente atendidas não amadurecerá da noite para o dia, de forma que manter expectativas consistentes é vital.

  3. Identifique oportunidades para a criança atingir o sucesso, especialmente se isso se adequar aos interesses dela, e estimule-a a participar de atividades alternativas. No começo a tarefa pode precisar ser de alguma forma inferior à faixa etária dele, porém o sucesso contante o ajudará a crescer com o tempo. Mesmo se ele falhar, elogie as tentativas da criança, aponte as habilidades dela e converse sobre no que ela acha que pode melhorar.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article