Como lidar com crises emocionais de crianças de 3 a 5 anos

Escrito por nicole schmoll | Traduzido por marlon campos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como lidar com crises emocionais de crianças de 3 a 5 anos
Aprenda a reconhecer uma crise emocional antes mesmo que ela comece (Comstock/Comstock/Getty Images)

Todo mundo já testemunhou uma criança tendo um ataque de choro em um supermercado ou ao passear com a mãe, e essas situações normalmente causam uma sensação de pena ou de frustração. Crianças entre 3 e 5 anos estão em uma fase importante de seu desenvolvimento; nessa idade, elas começam a aprender a controlar e expressar suas emoções. Portanto, ao ficarem cansadas, entediadas ou irritadas, elas tendem a ter uma crise ou descontrole emocional. Se você for o pai ou a mãe daquela criança gritando no supermercado, saber lidar com crises emocionais fará com que você acabe com elas antes que saiam do controle.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Brinquedos ou jogos silenciosos
  • Planilha para controlar os horários

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Analise seu filho. Aprenda a reconhecer pistas que ele dá quando está cansado, entendiado ou frustrado, pois isso é uma dica de que uma crise está a caminho. Preste atenção em bocejos, sinais de irritação e resistência a brincadeiras divertidas que sua criança normalmente adora, além de atitude agressivas contra irmãos ou outras crianças.

  2. 2

    Conheça os hábitos de sono da criança e estabeleça um horário de descanso suficiente para as necessidades dela. Entenda que crianças nesta idade precisam de 10 a 12 horas de sono em um período de 24 horas. Elas dormem a maior parte do tempo à noite, mas crianças normalmente tiram sonecas durante o dia até os 5 anos. Estabeleça um horário para um cochilo na rotina de seu filho todos os dias, e garanta que ele durma as horas necessárias, tanto durante o dia quanto à noite. Isso ajudará a criança a controlar as emoções, reduzindo o número de crises durante o dia.

  3. 3

    Tenha paciência durante a crise emocional de seu filho. Não aumente o tom de voz ou fique nervoso e frustrado com ele. Se necessário dê uma volta e respire fundo para se acalmar, assim você evita agir com raiva diante da situação.

  4. 4

    Diga gentilmente à criança para se acalmar, porém com firmeza. Além disso, evite fazer contagens. Em vez disso, dê a ela instruções, falando algo como "seu comportamento não está certo. Você precisa ficar quieto e se acalmar".

  5. 5

    Treine esses passos com seu filho quando ele não estiver irritado. Pratiquem juntos o ato de respirar fundo e descubram maneiras de lidar com os sentimentos de outras maneiras, evitando colapsos nervosos. Faça isso com frequência, pois dessa forma a criança irá entender quando você pedir a ela para se acalmar e respirar fundo ou ao perguntar "o que você pode fazer quando está frustrado ao invés de ficar nervoso?".

  6. 6

    Planeje suas idas ao mercado para quando a criança não estiver com fome ou cansada. Leve jogos silenciosos, brinquedos e um lanche para entretê-la e mantê-la feliz enquanto estiver fora, evitando assim descontroles causados por tédio, fome ou cansaço.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível