Como lidar com um diagnóstico de câncer terminal de estômago

Escrito por ehow contributor | Traduzido por jean pierre barakat
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como lidar com um diagnóstico de câncer terminal de estômago
Lide com o diagnóstico de câncer terminal de estômago

Como lidar com um diagnóstico de câncer de estômago terminal. O câncer de estômago, com o crescimento das células cancerígenas, muitas vezes é fatal. Um diagnóstico terminal desta enfermidade tem graves repercussões emocionais para o paciente, bem como para sua família e seus entes queridos. Aprender a enfrentar essa situação é o primeiro passo para tirar o máximo proveito do resto de sua vida. Independentemente do estágio da doença, existem opções.

Nível de dificuldade:
Desafiante

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Profissional de saúde mental
  • Computador com conexão à Internet
  • Oncologista

Lista completaMinimizar

Instruções

    Lidar com o diagnóstico de câncer terminal de estômago

  1. 1

    Conheça os fatos. Dos cerca de 21.260 americanos diagnosticados com câncer de estômago a cada ano, em torno de 11.210 morrerão da doença (de acordo com a Sociedade Americana de Câncer). A maioria das pessoas diagnosticadas com essa doença tem mais de 65 anos de idade.

  2. 2

    Participe. Assumir um papel participativo e tomar decisões vai lhe ajudar a lidar com o seu diagnóstico de câncer terminal de estômago. Faz bem também à sua autoestima.

  3. 3

    Explore suas opções de tratamento. Dependendo da localização e do estágio do câncer de estômago, sua idade, saúde geral e preferências pessoais, o seu médico trabalhará com você para desenvolver um plano de tratamento adequado, que poderá ser cirurgia, quimioterapia ou radioterapia ou até tratamento dos sintomas da enfermidade para lhe dar maior conforto.

  4. 4

    Expresse suas emoções. É importante conversar com um grupo de apoio, um terapeuta profissional ou família e amigos sobre o seu diagnóstico de câncer terminal. Reprimir seus sentimentos pode causar mais pressão emocional e física.

  5. 5

    Estabeleça se os cuidados paliativos são a escolha certa. O objetivo desta alternativa é oferecer aos pacientes qualidade de vida e conforto na fase final de suas vidas. Esse tipo de tratamento pode incluir controle da dor, bem como terapia e outros serviços de saúde mental.

    Lidar com o diagnóstico terminal de um ente querido

  1. 1

    Pergunte. Incentive o amigo ou membro da família em questão a expressar seus sentimentos. Deixe o paciente com câncer ser franco sobre os medos e as preocupações atreladas ao diagnóstico terminal.

  2. 2

    Ofereça o seu apoio. Deixe o paciente com câncer de estômago saber que você pode ajudá-lo com tudo, desde tarefas domésticas, como compras de supermercado, até projetos mais complexos, como procurar centros potenciais de cuidados paliativos ou entrevistar cuidadores domiciliares. Ajudar nos aspectos logísticos da doença ajudará você a lidar com a enfermidade.

  3. 3

    Procure seu próprio apoio emocional. Há muitos grupos com essa finalidade para amigos e familiares de pacientes com câncer. Um terapeuta ou psiquiatra licenciado também pode ajudá-lo a conviver com a situação. Solicite ao médico do paciente uma referência.

Dicas & Advertências

  • Como paciente, você tem o direito de participar nas decisões relativas ao tratamento de sua doença. O seu médico deve responder completamente a quaisquer perguntas que você fizer e fornecer informações detalhadas sobre o seu prognóstico com base em todas as opções de tratamento disponíveis. Você poderá designar um representante se você se sentir incapaz de tomar uma decisão sobre o seu tratamento.
  • Solicite ao seu médico que escreva o seu diagnóstico, inclusive o estágio do seu câncer de estômago. Esta informação poderá educar você e sua família sobre as opções de tratamento.
  • A depressão clínica é uma questão separada de quaisquer sentimentos de tristeza de um paciente com câncer terminal. Se reconhecer os sintomas dessa condição, procure a orientação do seu médico ou de um profissional de saúde mental qualificado. O tratamento pode estar disponível na forma de remédios antidepressivos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível