Como lidar com o divórcio depois de uma traição

Escrito por beverly bird | Traduzido por morgana nunes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como lidar com o divórcio depois de uma traição
Você pode sobreviver ao divórcio, mesmo depois de seu cônjuge ter lhe traído (cÅ“ur brisé image by Ellsing from Fotolia.com)

O divórcio é uma das experiências mais traumáticas que um indivíduo pode passar. Se o seu cônjuge enganou você e isso causou a separação, ainda mais emoções intensificam a experiência. Cônjuges traídos sobrevivem ao divórcio, e alguns até mesmo triunfam sobre isso. As chaves para a sobrevivência é ser inteligente e paciente consigo mesmo.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Decida se o divórcio é a melhor opção para a infidelidade de seu cônjuge. Tenha certeza em seu coração que você não pode viver com o que ele fez e que não quer dar a ele outra chance. De acordo com Melanie Cohn, um psicoterapeuta especializada em relacionamentos, na maioria dos casamentos houve problemas significativos antes da ocorrência da traição. Muitos casamentos não são reparáveis ​​depois. Tenha certeza de que o seu não seja antes de avançar no caminho ao divórcio. Esteja convicto em sua decisão.

  2. 2

    Procure aconselhamento. Obtenha ajuda profissional para trabalhar com a montanha-russa de emoções que você está enfrentando, antes de abordar os aspectos legais do divórcio. De acordo com Ruth Purple, uma instrutora de relacionamentos e autora do livro "Ganhando seu marido de volta depois da infidelidade", você inevitavelmente passará por seis fases emocionais após ter se dado conta da traição do seu cônjuge: negação, pânico, tristeza, culpa, raiva e, finalmente, aceitação. Verifique se você tenha acesso a alguém treinado para ajudá-lo a lidar com essas etapas.

  3. 3

    Cuide de si. Purple diz que uma das piores reações à infidelidade do cônjuge é a sua perda da auto-estima. Provavelmente, palavras amáveis ​​de amigos não serão capazes de corrigir essa situação, então faça isso por si mesmo. Não importa quantas vezes alguém lhe disser que você fica bonito com óculos, não fará um diferença se você se sentir desconfortável com eles. Então, marque uma consulta com seu oftalmologista e estude a possibilidade de usar lentes de contato. Corte seu cabelo como você sempre quis secretamente. Faça o que for preciso para você gostar de si mesmo e da sua aparência.

  4. 4

    Encontre o advogado de divórcio certo. Muitos são motivados apenas pela linha de fundo financeiro de um acordo de divórcio, por isso tire um tempo para encontrar alguém que seja solidário à sua experiência. Você não precisa de um advogado que fique impaciente com a sua dor emocional. E sim alguém que lhe entregará um lenço e trará você de volta para o caminho certo para lidar com a logística do divórcio.

  5. 5

    Coloque a sua raiva de lado. Quando o divórcio começar a ter início, você estará tomando decisões que provavelmente trarão impacto para o resto de sua vida, e para a vida de seus filhos, também. Se você tratar do processo de divórcio apenas como um meio de se vingar, pode cometer erros que podem prejudicar todos os envolvidos, inclusive seus filhos. Sua cônjuge sempre será o outro pai. É algo que você não pode mudar, então lide com isso da forma mais sensata possível.

Dicas & Advertências

  • De acordo com Jay Reiss, uma instrutora profissional sobre a vida, as primeiras duas semanas serão as mais difíceis. Reiss adverte contra procurar consolo em drogas ou álcool. Seu divórcio ainda estará lá quando você acordar sóbrio de manhã, e você pode estar inclinado a chegar até seu cônjuge enquanto estiver sob a influência dessas substâncias, e dizer e fazer coisas que você pode se arrepender mais tarde.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível