Como lidar com filhos adultos

Escrito por ehow contributor | Traduzido por joão melo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como lidar com filhos adultos
Conviva com seus filhos crescidos.

Vários pais, atualmente, se encontram muito envolvidos nas vidas de seus filhos adultos. Isso é frequentemente atribuído às tentativas de uma geração de reparar os erros de criação da geração anterior, assim como ao atual custo de vida que mantém os filhos adultos ainda na casa dos pais. No entanto, a geração de pais envolvida na situação acaba cedendo demais para seus filhos ao tentar evitar um conflito de gerações. Encoraje a independência e o respeito para conviver com os filhos crescidos.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Aprecie o fato de que suas crianças cresceram. Entenda que você sempre será seu pai ou mãe, mas a vida adulta muda a dinâmica do relacionamento. Considere a ideia de que, para conviver com eles, você ainda pode dar conselhos, mas apenas como um amigo. Permita que seus filhos cresçam e respeite seus direitos como adultos.

  2. 2

    Escute os instrutores, consultores e outros profissionais acadêmicos quando eles o desencorajarem a tomar decisões sobre faculdade, carreira, dentre outras, pelos seus filhos. Fuja da síndrome do pai helicóptero e de supervisionar todo movimento que seu filho faz. Deixe-o crescer tomando até mesmo as decisões difíceis da vida adulta.

  3. 3

    Encoraje seus filhos adultos a se mudarem de casa por conta própria. Incentive-os com palavras motivacionais positivas que promovam confiança e recompense comportamentos maduros. Enfatize como a aprendizagem ajuda a superar os obstáculos da vida, como formatura, divórcio ou desemprego, que são uma parte natural da vida adulta, e que ficar com os pais por muito tempo para evitar os problemas não é saudável.

  4. 4

    Determine datas, fases e passos para a conquista da independência se seus filhos ficaram em sua casa por muito tempo (ou se você morou com eles prolongadamente). Acompanhe e avalie o progresso e os objetivos de longo prazo através do caminho. Insista na independência sustentável para conviver com seus filhos crescidos.

  5. 5

    Emancipe-se da sua dependência por seus filhos. Perceba que essa dependência pode estar atrasando sua vida e a deles. Entenda que ter vida própria promove o crescimento e a auto-realização. Desenvolva mais amizades se você costuma sair com seus filhos e com os amigos deles. Libere-se dos seus próprios anos iniciais da vida adulta e deixe seus filhos aproveitarem os deles.

  6. 6

    Identifique maneiras pelas quais esteja permitindo a imaturidade e a dependência dos seus filhos por você. Silencie seu desejo de cuidar deles todas as vezes em que errarem. Não tente protegê-los sempre que encararem as consequências. Demonstre a importância de criar fundos para que não o procurem sempre para conseguir dinheiro quando precisarem.

  7. 7

    Enfatize a importância de ter um fundo de aposentadoria durante seus anos de ninho vazio. Explique como você, agora, precisa de um período de tempo para crescer como um adulto e desfrutar de sua própria vida durante seus anos de não-paternidade. Supere e cresça, tire tempo para refletir sobre sua vida e realizações. Abrace a próxima fase.

  8. 8

    Controle seus impulsos de adiar as mudanças. Vá em direção a seus próprios objetivos enquanto segue para a próxima fase crucial da sua vida adulta. Respeite o seu próprio bem-estar e exija respeito de todos para se dar bem com os filhos crescidos. Dê o exemplo.

  9. 9

    Deixe os filhos adultos terem a própria vida. Incentive sua amizade e permita que o conheçam como um adulto. Compartilhe hobbies e outros interesses. Ouça-os e aceite conselhos às vezes, sem deixá-los dar ordens em você. Expresse seu amor mostrando sua apreciação por eles como adultos capazes. Deixe-os saber que você quer o melhor para a vida deles.

Dicas & Advertências

  • Comece encorajando seus filhos no final da adolescência e começo dos vinte anos a tomar decisões independentes e a assumir as consequências das escolhas que fazem. Considere o aconselhamento familiar e individual se descobrir problemas desafiadores de dependência e/ou co-dependência na sua família, especialmente se ela sofreu com o abuso de drogas ou álcool por parte de um ou mais membros. Procure por grupos de suporte, como os Alcoólicos Anônimos (AA).
  • Perceba que, em situações em que os pais ou os filhos adultos estão doentes e incapacitados de cuidarem de si mesmos, obviamente não é nada apropriado deixar os filhos (ou os pais) por conta própria. Mantenha o respeito e permita a independência o máximo possível, mesmo que pais e filhos vivam juntos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível