Como lidar com um menino de 12 anos com raiva

Escrito por simon foden Google | Traduzido por mariana mendonça
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como lidar com um menino de 12 anos com raiva
Alteração de humor é natural para meninos de 12 anos, mas a raiva deve ser investigada (Darrin Klimek/Photodisc/Getty Images)

Lidar com um garoto de 12 anos com raiva é difícil, emocionalmente exigente e confuso. Uma questão que dificulta lidar com a raiva de meninos de 12 anos de idade é a adolescência e, mais especificamente, a puberdade. O Ohio State Medical Center afirma que a idade média dos meninos começarem a puberdade é entre 9,5 e 14 anos, então há uma boa chance dos hormônios estarem envolvidos com o nervosismo. É essencial que você aceite que os hormônios podem causar mau humor, mas trate a raiva do seu filho como legítima e válida.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Pergunte qual é o problema em uma voz calma e simpática. Se a raiva lhe é direcionada, especificamente, não se ofenda. Reconheça-a, mas não provoque mais dela. Por exemplo, diga "eu estou ouvindo que você está chateado comigo, mas tenho certeza de que podemos conversar sobre isso". Não diga "Eu sinto muito por ter lhe deixado irritado". Isto implica para a criança que você aceitou a culpa pela raiva. Ainda que possa, de fato, ter culpa, este não é o momento certo para atribuí-la.

  2. 2

    Reconheça os motivos que geraram a raiva. Você pediu que ele lhe contasse a causa, então não ignore sua resposta. Em alguns casos, ele pode não saber porque está nervoso. Nestes casos, examine mais profundamente.

  3. 3

    Sugira uma solução. Se algo específico está causando a raiva da criança, como por ele não conseguir fazer seu dever de casa ou se houve alguma decisão sua da qual ele não gostou, faça sugestões práticas para superar a causa da irritação.

  4. 4

    Desvie e tente ignorar qualquer comportamento agressivo. Se ele gritar, não grite de volta. "Eu estou falando em um nível educado, agradeceria se você fizesse o mesmo", é uma boa resposta.

  5. 5

    Saia do aposento. Depois de ter dado à criança suas opções, diga "Eu vou deixar você se acalmar por 10 minutos. Estarei no final do corredor, se quiser falar comigo". É essencial que você deixe a criança ter seu espaço. Pode ser que ela esteja sofrendo de ansiedade ou confusão devido à puberdade e a raiva seja sua maneira de exteriorizar isso. Nesses casos, um pouco de birra e um período de calma são tudo que ele precisa para superar isso. No entanto, se a criança está se comportando de forma destrutiva ou violentamente, não saia da sala. Em vez disso, calmamente, mas assertivamente, diga-lhe para alterar seu comportamento.

Dicas & Advertências

  • Use linguagem corporal que não demonstre confronto. Não cruze os braços, aponte o dedo ou se eleve sobre a criança. Sente-se ou agache-se ao seu lado. Não bloqueie portas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível