Mais
×

Como lidar com uma namorada dramática

Ela perde o controle, exige sua total atenção e começa a chorar sem motivo aparente. É sua namorada e é a rainha do drama. A menos que esteja pronto para sair dessa relação, entender como lidar com seus dramas exagerados pode melhorar seu relacionamento e ajudá-la a superar essa atitude. Apesar de as rainhas do drama geralmente terem um forte senso de carisma, elas também são narcisistas e emocionalmente exageradas. Embora desistir e simplesmente aceitar suas ações estranhas possa parecer o caminho mais fácil a seguir, isso só irá estimular o comportamento dela.

Instruções

Um toque calmo e gentil pode ajudar sua namorada a relaxar (AntonioGuillem/iStock/Getty Images)
  1. Avalie o relacionamento para determinar se realmente quer continuar com ele. Se estiverem juntos há pouco tempo ou estiverem saindo de vez em quando, podem não ser próximos ou comprometidos o suficiente para que valha a pena lidar com seu drama todo. Mas se os dois já estiverem apaixonados – ou a possibilidade seja real e encaminhada – trabalhar seu comportamento pode melhorar o relacionamento de vocês, indo de uma relação baseada em dramas para algo mais calmo e constante.

  2. Mantenha a calma. As rainhas do drama se alimentam da energia ou da bagagem emocional da situação que criam. Manter sua compostura não dá a sua namorada o efeito pelo qual ela procura. Se estiverem junto a um grupo, mantenha a calma e a compostura. Gritar para ela ficar quieta só vai piorar tudo. Por exemplo, ela começa a bufar porque acha que você estava paquerando outra mulher na balada. Respire e calmamente direcione a atenção dela para outra coisa. Tranquilize-a dizendo que ela é sua rainha – sem mencionar a palavra drama – e leve a para dançar na pista.

  3. Defina fronteiras específicas. Pessoas dramáticas geralmente precisam de limites firmes, de acordo com a professora clínica de psicologia, Judith Orloff do website Psychology Today. Fazer isso pode ajudá-lo a lidar com o caos resultante do comportamento dramático de sua namorada. Por exemplo, ela liga constantemente em seu trabalho, chorando e pedindo para ir buscá-la porque o chefe é tão malvado que ela precisa ir embora mais cedo. Primeiro, verifique se ela só está fazendo drama e que o chefe dela não esteja fora de controle. Se esse for o caso, de maneira firme – mas amigável – explique que o chefe precisa dizer a ela o que fazer e que não vai sair correndo para buscá-la quando começar a agir de forma dramática.

  4. Assertivamente, contorne a situação. Diminuir-se e deixá-la dominar a conversa não vai ajudá-lo a transmitir sua opinião. Sente-se com ela e defenda seu caso. Se ela começar a chorar, gritar ou mostrar seu lado dramático, mantenha-se calmo e continue com o diálogo. Explique como as ações dela impactam em seus sentimentos e, consequentemente, na relação. Use “Eu” em frases como “Eu me sinto magoado pelas suas constantes acusações toda vez que eu saio com meus amigos”. Isso modifica a discussão partindo em como ela aponta o dedo para você e a ajuda a ver como se sente. Ao fazer isso, também pode explorar sua necessidade de atenção. É possível que ela tenha uma baixa autoestima e precise elevá-la.

  5. Faça uma lista de pessoas que possam lhe ajudar como a família, amigos ou um profissional. Algumas – mas não todas – pessoas dramáticas realmente sofrem com a síndrome da personalidade teatral. Ela caracteriza-se pela alta concentração em sua aparência pessoal sendo emocional e dramática, tornando-se altamente sensível a criticas e precisam ser o centro das atenções, essa síndrome só pode ser diagnosticada por um psicólogo profissional treinado. Muitas vezes conhecida como distúrbios de personalidade, os terapeutas usam da terapia da conversa ou terapia do comportamento dialético – uma combinação de terapias psicossociais em grupo ou individuais – para ajudar a diagnosticar um indivíduo dramático.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article