Como lidar com pacientes com demência agressiva

Escrito por abaigeal quinn | Traduzido por luiza horbach
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como lidar com pacientes com demência agressiva
É necessário paciência e cuidado para lidar com pacientes com demência agressiva (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

A agressão muitas vezes se apresenta em pessoas que sofrem de demência, e geralmente é causada por sentimentos de medo, frustração ou humilhação. Embora pacientes que estejam hospitalizados sejam mais propensos a apresentar comportamentos agressivos do que aqueles que são cuidados em casa, geralmente precisa-se lidar com a demência agressiva conforme a demência progride e piora. Técnicas de conduta para lidar com isso podem ser aplicadas para ajudá-lo a lidar com um paciente ou membro da família agressivo.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Respire fundo antes de reagir a um ocorrido, dando um passo para trás para permitir o espaço entre o paciente ou familiar. Se ele for extremamente agitado você pode precisar sair da sala por alguns minutos até ele se acalmar.

  2. 2

    Mantenha a calma e não discuta com o paciente. Tente tranquilizá-lo ou distraí-lo do problema em questão.

  3. 3

    Ofereça ajuda a ele sem parecer assumir a situação. Ajude-o em pequenos passos, usando palavras simples e lhe dando tempo suficiente para executar a ação necessária. Dê elogios e incentivos.

  4. 4

    Reduza todas as demandas impostas desnecessariamente sobre o paciente, reorganizando seu dia em uma rotina mais livre de estresse para que ele seja capaz de lidar com ela.

  5. 5

    Se o paciente tornar-se fisicamente violento, afaste-se dele e saia do local. Não tente segurá-lo, a menos que seja necessário para sua própria segurança. Procure a ajuda de um auxiliar, se possível.

  6. 6

    Analise, com o paciente, o que desencadeia os episódios de agressividade e tente minimizar essas situações no futuro.

Dicas & Advertências

  • Procure atividades que o paciente gosta e consegue executar com facilidade para incorporar na rotina diária dele.
  • Preste atenção ao comportamento agitado ou inquietação, a fim de evitar um episódio agressivo antes que piore e fique fora de controle.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível