Lista de ações "blue-chip" internacionais

Escrito por jennifer cooper | Traduzido por daniel tamayo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Lista de ações "blue-chip" internacionais
Ações "blue-chip" (Duncan Smith/Photodisc/Getty Images)

Certeza é algo difícil de se encontrar no mercado de ações, mas o mais próximo disso é uma ação "blue-chip". Se você está procurando um investimento que ofereça um bom crescimento com risco relativamente baixo, as "blue-chip" são um bom começo.

Outras pessoas estão lendo

Identificação

Uma "blue-chip" é uma empresa grande, financeiramente estável, que já provou ser capaz de resistir às quedas no mercado. Essas empresas bem estabelecidas têm um longo histórico de lucros e pagaram dividendos em tempos bons e ruins. Não há um critério definido para determinar se uma ação é "blue-chip" ou não, fica aberto a interpretações. A lista de "blue-chips" internacionais mais reconhecida é a feita pela média industrial Dow Jones. O nome "blue-chip" vem do jogo de pôquer, no qual as fichas azuis têm o maior valor.

O "Dow Jones Industrial Average"

Estabelecida pelo jornalista Charles Dow, em 1896, a média industrial Dow Jones (DJIA) é composta por trinta ações "blue-chip" de cada setor importante do mercado. Essa média foi criada para auxiliar a análise de mercado, monitorando as ações das maiores e mais influentes empresas do mundo. É o índice mais antigo do mercado e o indicador principal da performance.

As empresas incluídas no Dow Jones são as seguintes: 3M Company; Alcoa Inc.; American Express; AT&T; Bank of America; Boeing Co.; Caterpillar Inc.; Chevron Corp.; Cisco Systems Inc.; Coca-Cola Co.; Du Pont; Exxon Mobil Corp.; General Electric Co.; Hewlett-Packard Co.; Home Depot Inc.; IBM; Intel Corp.; Johnson & Johnson; JP Morgan Chase & Co.; Kraft Foods Inc.; McDonald’s Corp.; Merck & Co.; Microsoft Corp.; Pfizer Inc.; Proctor & Gamble Co.; Travelers Cos.; United Technologies Corp.; Verizon Communications Inc.; Wal-Mart Stores Inc.; e Walt Disney Co.

Desempenho

Devido ao padrão financeiro sólido e à posição bem estabelecida em seus respectivos setores, não é surpresa que as ações "blue-chip" geralmente se saiam bem. John Campbell, do banco de investimento Goldman Sachs, monitorou de 20 a 25 ações "blue-chip" entre 1995 e 1998 e descobriu que o retorno é de 36,42% anualmente, comparado com 30,2% das 500 da S&P.

Se você quer se aproveitar desse tipo de performance sem ter que escolher ações individuais, existem diversos fundos de investimento que se comprometem apenas com ações "blue-chips".

Benefícios

As vantagens de ter ações "blue-chip" são óbvias: um histórico de taxas de retorno acima da média e risco relativamente pequeno. Outra vantagem: há muita informação sobre essas empresas na imprensa e online. Elas são bem conhecidas e analisadas, o que torna fácil para um investidor casual seguir seus passos.

Considerações

Do outro lado, há um preço a pagar pela qualidade e o valor, e esse é o caso das "blue-chips". O preço dessas ações costuma ser mais alto que de outras empresas. Além disso, apesar de serem vistas como ações mais seguras, você continua correndo riscos com seu dinheiro. Como qualquer outra ação, uma "blue-chip" pode perder valor, e quanto mais você investe nela, mais dinheiro pode perder.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível