Mais
×

Lista de alimentos que afinam o sangue

Atualizado em 02 abril, 2018

A espessura do sangue depende de células sanguíneas especializadas, chamadas de plaquetas. Após a ocorrência de danos no tecido, as plaquetas são ativadas, se juntam e começam a sintetizar fibras proteicas que seguram as células em um coágulo de sangue para prevenir o sangramento no local da lesão. Coagular demais ou muito pouco afeta a saúde de forma negativa, contribuindo para doenças cardiovasculares ou distúrbios hemorrágicos. Alguns nutrientes presentes nos alimentos que consumimos afeta a coagulação sanguínea, e alguns alimentos agem como afinadores do sangue.

O salmão contém o ácido eicosapentaenoico, um ácido graxo ômega-3 que pode afinar o sangue (mathieu boivin/iStock/Getty Images)

Alimentos com ácido eicosapentaenoico

Os peixes gordos são carregados de ácido eicosapentaenoico, ou EPA, um tipo de ácido graxo ômega-3 que tem propriedades afinadoras do sangue. O EPA encontrado nos peixes gordos previne que as plaquetas se agreguem. Os efeitos coagulantes do óleo de peixe oferecem inúmeros benefícios à saúde, e consumi-lo reduz o risco de que um coágulo entupa as artérias ou cause um derrame ao interromper o fluxo sanguíneo no cérebro. Procure peixes como arenque, salmão e sardinha, que são fontes ricas em ácidos graxos ômega-3, incluindo o EPA. As fontes vegetarianas de ácidos graxos ômega-3 -- como a linhaça e o óleo de linhaça -- contêm outra forma de ômega-3 que o corpo pode converter em EPA e, por isso, podem ter um efeito semelhante no sangue.

A sardinha é rica em ácidos graxos ômega-3 (SadDoggDesign/iStock/Getty Images)

Alimentos com vitamina E

Consumir alimentos ricos em vitamina E também ajuda a afinar o sangue. Assim como os ácidos graxos ômega-3, a vitamina E previne que as plaquetas se juntem. Ela também inibe as proteínas conhecidas como fatores dependentes da vitamina K, das quais o corpo precisa para formar coágulos. Sementes e nozes -- especialmente sementes de girassol, amendoins, avelãs, amêndoas e castanhas-do-pará -- servem como fontes ricas de vitamina E, e o abacate, o espinafre e o nabo também contêm quantidades consideráveis de vitamina E. Aconselha-se o consumo de no mínimo 15 mg de vitamina E na dieta diariamente.

O abacate é rico em vitamina E (Denis Tabler/iStock/Getty Images)

Benfícios do alho

O alho é um tempero importante na maioria dos pratos e também possui efeitos psicológicos benéficos que podem combater o câncer, explica o Instituto Linus Pauling. Assim como o óleo de peixe e a vitamina E, o alho desacelera a agregação das plaquetas, além de diminuir o risco de formação de um coágulo espontâneo. Consequentemente, o consumo de alho pode ajudar a reduzir o risco de doenças cardiovasculares relacionadas à coagulação sanguínea, como derrames e ataques cardíacos.

O alho é bastante saudável (Tatjana Baibakova/iStock/Getty Images)

Questões para refletir

Embora incluir peixes gordos, fontes de vitamina E e alho na dieta normalmente seja seguro, fale com um médico antes de aumentar drasticamente o consumo desses alimentos, especialmente se você também toma suplementos alimentares ou medicamentos. O óleo de peixe, a vitamina E e o alho podem interagir com medicamentos afinadores de sangue e aumentar o tempo necessário para o corpo formar coágulos após um dano no tecido. Converse com um profissional para saber se a adição de alimentos afinadores de sangue à dieta -- ou o consumo de óleo de peixe, vitamina E ou suplementos à base de alho -- significa que será necessária a redução da dose de medicamentos anticoagulantes para prevenir efeitos colaterais prejudiciais.

Fale com um médico antes de mudar a dieta (Alexander Raths/iStock/Getty Images)
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article