on-load-remove-class="default-font">
×
Loading ...

Lista de animais encontrados em um estuário

Atualizado em 23 março, 2017

Quando um rio encontra o mar, ocorre uma magia ecológica, formando um estuário. De acordo com a Administração Oceânica e Atmosférica Nacional dos EUA, os estuários "oferecem um habitat para mais de 75% das espécies da pesca comercial americana". Os estuários possuem pouca ação de ondas, o que fornece um abrigo crucial para todos os tipos de animais de água doce e salgada. Os habitats convertem a energia solar, o que cria uma fonte de alimentos para os animais.

Um estuário é o habitat de muitos animais (Photodisc/Digital Vision/Getty Images)

Mamíferos

A lontra, parente do visom, da doninha, do glutão e do texugo, pertence a um grupo chamado Mustelídeos, cujos animais possuem glândulas odoríferas especiais para marcar seu território. A lontra se alimenta de peixes, anfíbios, crustáceos, cobras, insetos, rãs, tartarugas e qualquer invertebrado aquático do estuário. As focas-comuns costumam se aquecer ao sol nas margens da água e mergulhar em busca de arenque e salmão. A foca-comum, parente da morsa, passa parte de sua vida na água, mas depende da terra do estuário para dar à luz e criar seus filhotes. Esse mamífero se alimenta de animais do estuário que incluem bacalhau, arenque, robalo, camarão, moluscos, badejo e lula.

Loading...

Aves

Pântanos e manguezais fornecem uma fonte de alimentos essencial para uma variedade de aves. Essas aves se alimentam de peixes, plantas e caramujos, pois é muito fácil caçar e forragear nas águas rasas dos estuários. Os patos caçam na lama para encontrar comida, alimentando-se de mariscos e larvas de insetos. A garça-azul-grande é comum em pântanos, áreas agrícolas e lodaçais e se alimenta de peixes, pequenos mamíferos, répteis e até mesmo outras aves.

Peixes

O salmão-do-pacífico e o salmão-rei vivem no oceano e migram rio acima para se reproduzir e desovar. As enguias passam pelos estuários enquanto nadam pelo rio para se reproduzir no mar. O peixe-miúdo põe seus ovos em águas estuarinas. Os peixes jovens são arrastados para o mar e voltam nadando rio acima quando amadurecem. O Eumicrotremus orbis passa seu tempo forrageando alimentos no fundo das águas estuarinas, comendo vermes e moluscos. O Platichthys stellatus desova em estuários perto da foz dos rios, alimenta-se de zooplâncton, crustáceos, anfípodes e copépodes e muda de cor para se misturar ao fundo para evitar outros animais predadores.

Criaturas marinhas

Uma das criaturas mais antigas e bem conhecidas da Terra é o límulo. Esse animal vive em areia macia ou em lama de estuário, forrageando e se alimentando de vermes e moluscos. Mais de 80 espécies da infraordem Thalassinidea vivem em estuários. Esses animais possuem dez patas, o que os torna crustáceos de nado livre. Eles se alimentam de vermes, grandes organismos planctônicos, pequenos crustáceos, material vegetal e esponjas. Os caranguejos conhecidos como sapateiras-do-pacífico são encontrados por todo o planeta, iniciando sua existência na zostera. Depois de crescer, esses crustáceos migram para águas de estuário e se alimentam de amêijoas, peixes, vermes, lulas, caramujos, estrelas-do-mar e ovos de aves.

Insetos

A libélula é um dos insetos mais conhecidos. Os filhotes se alimentam de girinos, ovos de peixe e outros pequenos animais aquáticos. Os adultos consumem um grande volume de formigas, mosquitos, borboletas, moscas e outros insetos voadores. A donzelinha possui um corpo longo e fino com uma cabeça oblonga distinta, antenas curtas e olhos esbugalhados. Esse animal consome outros pequenos insetos aquáticos ao capturá-los, durante o voo, com suas patas traseiras cobertas de pelos espetados.

Loading...

Referências

Recursos

Loading ...
Loading ...