Lista sobre algumas doenças fisiológicas

Escrito por dr. tina m. st. john | Traduzido por tiago tostes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Lista sobre algumas doenças fisiológicas
A medicina se concentra na otimização e manutenção da função fisiológica normal (Stethoscope and microscope image by Monika 3 Steps Ahead from Fotolia.com)

A fisiologia engloba as funções dos órgãos, dos tecidos e das células do corpo humano. Um corpo plenamente saudável tem a fisiologia normal. Por outro lado, a doença representa uma alteração na fisiologia normal -- algo no organismo não está funcionando como deveria. A fisiologia normal pode ser interrompida por uma variedade de mecanismos, e então se manifesta como doença. A hemocromatose, anemia por deficiência de ferro e por doença crônica exemplificam os diferentes tipos de anomalias fisiológicas que podem afetar os sistemas do corpo, causando uma doença.

Outras pessoas estão lendo

Hemocromatose

A hemocromatose é uma doença fisiológica da absorção e armazenamento de ferro. Nesta doença, os intestinos absorvem quantidades excessivas de ferro da dieta. Uma vez que o corpo não possui qualquer mecanismo para excretar o excesso de ferro, esse mineral se acumula nos órgãos do corpo, especialmente no fígado, pâncreas, coração, ovários, testículos e outras glândulas produtoras de hormônios.

Ao longo do tempo, o excesso de ferro nos tecidos do corpo provoca dano celular e cicatrização, comprometendo a função do órgão. A hemocromatose pode levar a cirrose, diabetes mellitus tipo 1 e insuficiência cardíaca, de acordo com o Instituto Nacional de Diabetes e Doenças Digestivas e Renais. O tratamento da hemocromatose envolve a remoção terapêutica do sangue da circulação para retirar o excesso de ferro.

Anemia ferropriva

Enquanto a hemocromatose demonstra os efeitos deletérios do excesso de ferro no corpo, pouco ferro também é prejudicial, embora de forma diferente. Os seres humanos requerem uma pequena quantidade de ferro na dieta alimentar para compensar as perdas normais através de renovação celular. Sangramento anormal ou ingestão inadequada de ferro pode esgotar as reservas de ferro do organismo, resultando em uma deficiência.

A produção de células vermelhas do sangue requer ferro. A deficiência diminui a produção de células vermelhas pela medula óssea, levando à redução do transporte de oxigênio e causando a anemia. A anemia tem efeitos imediatos sobre vários órgãos, afetando as funções essenciais do corpo como a frequência cardíaca, frequência respiratória e metabolismo muscular. A deficiência crônica de ferro pode causar danos permanentes no coração, conforme o Instituto Nacional do Coração, Pulmão e Sangue. O tratamento da anemia ferropriva envolve a ingesta de ferro suplementar para restaurar as reservas do organismo e o tratamento de quaisquer condições que podem ter contribuído para o desenvolvimento da deficiência.

Anemia reutilizadora de ferro

As doenças inflamatórias crônicas, infecciosas ou câncer podem atrapalhar a capacidade do corpo de usar ferro normalmente, causando uma doença conhecida como anemia reutilizadora de ferro, ou anemia por doenças crônicas. Nela, os níveis de ferro podem ser normais, mas os produtos químicos liberados em resposta à doença de base perturbam os mecanismos que regulam a utilização de ferro e da produção de células vermelhas na medula óssea. Devido a estas perturbações fisiológicas a fabricação de células vermelhas diminui, resultando em anemia. O tratamento tem o foco na correção da doença de base, o que removerá os mecanismos que interferem na produção normal de células vermelhas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível