Listagem de doenças de pele em cavalos

Escrito por tammy quinn mckillip Google | Traduzido por amanda nunes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Listagem de doenças de pele em cavalos
Não é incomum que um cavalo sofra de várias doenças ao mesmo tempo em diferentes partes da sua pele (morguefile.com)

Os cavalos são propensos a desenvolver vários tipos de doenças de pele diferentes. Sua pele é muito fina e, por serem animais grandes, a possuem em grande quantidade, assim, não é incomum que um cavalo sofra de várias doenças ao mesmo tempo em diferentes partes da sua pele. Aprender a reconhecer e diferenciar o problema de pele do seu cavalo é o primeiro passo para providenciar um tratamento efetivo.

Outras pessoas estão lendo

Anormalidades genéticas

Diferentes raças de cavalos são suscetíveis a diferentes tipos de problemas de pele. A astenia dermática regional hereditária equina (ADRHE) é uma anormalidade genética que afeta linhas específicas do cavalo da raça "quarto de milha". As características da ADRHE são coceiras anormais e pele de fácil ferimento. Cavalos de sangue puro tendem a ter uma pele mais fina que é extremamente sensível a irritação por conta de mordidas de insetos. Muitas raças de pôneis sofrem da Doença de Cushing Equina, caracterizada por peles longas e caídas. Cavalos que têm a pele muito clara ou rosada são altamente propensos a terem cânceres, especialmente carcinomas. Cavalos cinzas têm uma taxa mais alta de tumores do tipo melanoma, especialmente na área ao redor do ânus, ouvido, lábios, bainha e mandíbula. Esses tumores são geralmente benignos, mas podem se tornar cancerígenos ou fazer com que infecções de pele ocorram quando um cavalo coça os inchaços contra uma superfície repetidamente ou os morde.

Doenças de pele relacionados a idade

Verrugas faciais são bastante comuns em cavalos jovens e geralmente desaparecem quando o cavalo fica mais velho. Animais mais velhos são mais propensos a lesões cancerosas que podem ou não se espalhar para as outras partes do corpo ou do sistema linfático.

Fungos, bactérias e vírus

A dermatite do calcanhar e das áreas de membros inferiores é geralmente causada por fungos ou bactérias e pode ser tratada com agentes antifúngicos ou antibióticos. A dermatofilose afeta cavalos que têm cortes ou queimaduras na sua pele, ao longo das costas e da área superior. É provocada por uma bactéria e pode causar uma perda de pelo em torno da região afetada, como também um odor azedo e feridas abertas. Um outro distúrbio de pele comum causa placas aurais — uma condição viral caracterizada por pequenos inchaços dentro do ouvido.

Parasitas e alergias

Se seu cavalo está constantemente se coçando ou mordendo sua pele, ele pode ter alergias. Muitos cavalos são alérgicos a mordidas de insetos, principalmente de mosquitos. A irritação causada pela coceira constante das picadas de mosquito é conhecida como "Coceira de Queensland". Muito frequentemente a mordida se tornará infectada e o pelo ao redor irá cair. Uma infecção bacteriana secundária pode ser um resultado dessa coceira, uma vez que minúsculos vermes são transmitidos através da mordida na área embaixo da pele. Se você notar que a área mordida se tornou úmida e encrostada, faltando muito pelo ao seu redor, seu cavalo pode ter uma infestação parasitária que deve ser tratada imediatamente com vermífugo antiparasitário. Alérgenos inalados ou alergias à comida podem causar urticárias redondas vermelhas por todo o corpo, como também olhos ou rosto inchados. Ligue para seu veterinário imediatamente se perceber esses sintomas em seu animal, pois ele pode estar sofrendo de uma alergia aguda exigindo atenção médica. O constante coçar contra uma superfície, tais como uma sela ou rédea, pode causar dermatite irritante de contato no seu cavalo. Trate as áreas com uma pomada prescrita pelo seu veterinário e tente deixá-la curar antes de deixá-la em contato com o irritador novamente. O pênfigo foliáceo é causado pelo próprio sistema imune do cavalo em resposta a sua pele. A condição produz bolhas, pele escamosa e crostas, que podem se tornar ulceradas e encrostadas se não forem tratadas. Cavalos podem contrair sarnas a partir de ácaros. A doença causa inchaços vermelhos que quando se curam formam crostas, uma vez que o pelo ao redor cai em aglomerados. Os bichos resultam das larvas de ácaros e originam uma pele quebradiça e que coça bastante ao redor da cabeça, pescoço, peito e pernas. Oxiúros causam uma aparência maltrapilha no pelo e cauda de um cavalo e são geralmente encontrados nos mais jovens.

Inchaços não cancerosos

Existem muitos tipos de inchaços não cancerosos que podem afligir seu cavalo. Além das simples verrugas antigas, ele pode ter um sarcoide — de crescimento semelhante a uma couve-flor, que afeta cavalos de todas as idades. Nós doloridos e macios podem ser causados por uma reação a injeções e podem desaparecer depois de poucos dias ou semanas. Larvas podem causar buracos na pele e geralmente são encontradas enterradas no garrote, pescoço ou costas de seu cavalo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível