Qual a localização dos rins no corpo?

Escrito por sandi busch Google | Traduzido por joão marcos lima medina rosa
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Qual a localização dos rins no corpo?
Informe-se sobre o rim, um órgão essencial para o funcionamento do corpo humano (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

De acordo com o National Kidney and Urologic Diseases Information Clearinghouse, os rins processam cerca de 200 litros de sangue todos os dias e eliminam cerca de dois litros de resíduos e água em excesso. Por causa do trabalho essencial que desempenham, é importante ter uma compreensão completa da sua localização, função e dos possíveis sinais de doença.

Outras pessoas estão lendo

Localização

Os rins são dois órgãos em forma de feijão, que estão localizados no centro das costas, um de cada lado da coluna vertebral. Visualize dois órgãos do tamanho de uma mão fechada inclinados em direção às costas, logo abaixo da caixa torácica, com outros órgãos na frente deles, tais como o estômago, fígado e intestino grosso.

Sistema urinário

Os rins são parte do sistema urinário, que é responsável pela produção, coleta e eliminação de urina. Eles têm o trabalho de remover os resíduos e fluídos excedentes do sangue e transformá-los em urina. Tubos chamados ureteres transportam a urina dos rins para a bexiga urinária, que armazena a urina até que seja eliminada do corpo.

Função

Dentro de cada rim existem cerca de um milhão de estruturas chamadas néfrons. Cada néfron contém um sistema de vasos sanguíneos minúsculos que funcionam como uma peneira de filtrar sangue, preservando importantes células, proteínas e sais minerais dele, ao mesmo tempo que elimina os resíduos em forma de urina. Os rins também liberam produtos químicos que estimulam a produção de glóbulos vermelhos e regulam a pressão sanguínea.

Doenças

Doenças renais crônicas acontecem quando os problemas renais perduram no tempo, e se não forem tratadas, podem causar sérios danos aos rins. A lesão ocorrerá principalmente nos nefrônios e não pode ser reparada. Quanto mais o rim for danificado, menos ele realizará sua função, causando, como resultado extremo, a falência do órgão. As causas mais comuns da doença renal crônica são a hipertensão arterial e diabetes. De acordo com a American Diabetes Association, cerca de 43 por cento dos novos pacientes que necessitam de hemodiálise por insuficiência renal são diabéticos.

Doença renal aguda é o resultado de danos súbitos causados por traumas, ataques de coração ou perdas repentinas de grandes quantidades de sangue. Enquanto ela pode provocar rapidamente a falência do órgão, há uma chance maior de reverter os danos causados ​​pela doença renal aguda do que pela crônica.

Sintomas

A doença renal crônica pode facilmente provocar insuficiência renal permanente, principalmente porque não há sinais prévios de sua ocorrência. A única forma de detectá-la em sua fase inicial é fazendo testes com a urina através de uma proteína chamada albumina. Eventualmente, você pode começar a sentir a pressão arterial elevada, cãibras musculares, um aumento na necessidade de urinar durante a noite e inchaço nas mãos e pés. Com a progressão da doença podem lhe ocorrer, fraqueza e fadiga, náuseas e vômitos, coceira, pele escura e dificuldade de concentração. Pessoas diabéticas também podem observar uma diminuição na necessidade de medicação.

Prevenção

Mudanças de comportamento são importantes para controlar todas as fases da doença do rim, mas, se realizadas nas fases iniciais, podem abrandar a velocidade em que os rins estão sendo danificados. Os dois fatores mais importantes são a manutenção de uma pressão arterial normal e, se você é diabético, o controle do açúcar no sangue. Limitar proteína, sódio e potássio em sua dieta lhe ajudará a reduzir o esforço dos rins. Fumar pode afetar os vasos sanguíneos dos rins, por isso certifique-se de eliminar esse hábito, caso você tenha uma doença renal.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível