A mágica de cortar garotas ao meio

Escrito por audrey farley | Traduzido por mariana korman
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
A mágica de cortar garotas ao meio
A ilusão de serrar uma mulher ao meio é popular desde a década de 20 (Digital Vision./Digital Vision/Getty Images)

Os truques de mágica evoluíram ao passar dos anos, seus métodos e técnicas melhoraram com a tecnologia. Entretanto, alguns truques permanecem populares há décadas, como a ilusão de serrar uma mulher ao meio. Nele, uma mulher deitada em uma caixa parece estar dividida em dois pedaços.

Outras pessoas estão lendo

História da ilusão

Não se sabe exatamente quando a ilusão teve sua primeira performance. Alguns registros afirmam que um mágico chamado Torrini a apresentou para uma audiência papal em torno do ano de 1809. Tal registro é confirmado nos escritos de Jean Robert-Houdin. Apesar disso, outros documentos afirmam que o truque teve origem no Antigo Egito. Sabe-se que em 1921, o mágico britânico P. T. Selbit o apresentou em um teatro, anunciando-o como "Serrando uma mulher ao meio" . A mulher, sua assistente, se chamava Betty Barker.

Métodos

Em uma de suas variações, a ilusão é atingida colocando uma mulher muito pequena na primeira metade de uma caixa, fazendo com que sua cabeça fique do lado de fora enquanto seu corpo dobrado é fechado lá dentro. Uma segunda mulher bem pequena é colocada na outra metade da caixa, com seus pés para fora. Quando a caixa é serrada em dois pedaços, nenhuma das mulheres está ferida. Em outro método popular usado, uma pequena mulher é posicionada na ponta inicial de uma caixa, com um par de pés falsos pendurados na outra ponta.

A mágica de Criss Angel

Uma apresentação do truque foi feita mais recentemente pelo ilusionista americano Criss Angel. Nela, Angel parece dividir uma mulher com suas próprias mãos. Depois, uma das metades da mulher sai rastejando, chocando os membros da plateia. O corpo deformado da mulher consistia apenas de tronco, braços e cabeça. Ela havia retirado suas pernas mecânicas para a performance.

Dorothy Dietrich

Dorothy Dietrich foi reconhecida por ser a primeira ilusionista a reverter o tradicional papel de gêneros neste truque. No início de 1980, Dietrich serrou um homem ao meio, recebendo o título de "primeira dama da mágica". Dietrich apresentou a ilusão utilizando diversos tipos de aparelhos, incluindo as serras elétrica e de recorte, serrotes e espadas. Suas performances ao vivo no Museu Houdini apresentaram várias celebridades, incluindo Robert Klein, como o homem "serrado".

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível