Manchas pretas nas folhas dos girassóis

Escrito por lani thompson | Traduzido por elia regina previato
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Manchas pretas nas folhas dos girassóis
O girassól mais alto até hoje cresceu até atingir 7 metros (Ablestock.com/AbleStock.com/Getty Images)

Os girassóis são fáceis de crescer e são cultivados em lavoura há cerca de 3.000 anos. No entanto, eles são suscetíveis a, pelo menos, 30 diferentes doenças causadas por fungos, bactérias e vírus. As cinco doenças mais graves são causadas por fungos e três delas causam o aparecimento de manchas pretas nas folhas.

Outras pessoas estão lendo

Ferrugem

A ferrugem provoca o desenvolvimento de pequenos pontos da cor de canela sobre as folhas dos girassóis infectados. Essas bolhas geralmente aparecem primeiro nas laterais inferiores das folhas mais baixas, mas também podem aparecer nas brácteas, pecíolos e caules. As folhas com muitos pontos podem murchar e as manchas podem se agrupar formando grandes áreas de infecção de formato irregular. Uma borda amarela também pode contornar as manchas, fazendo-as pretejar no final da estação. As manchas escuras representam a fase de hibernação do fungo. Uma vez que eles aparecem, aquela infecção está acabada para aquela estação.

Controle da ferrugem

Os girassóis são mais suscetíveis à infecção de ferrugem quando as temperaturas estão quentes e há água nas folhas por pelo menos duas horas, a fim de que a infecção se instale. Devido ao fato de os esporos de ferrugem poderem sobreviver em restos de plantas da temporada anterior, os girassóis não devem ser plantados no mesmo lugar por dois anos seguidos. Evite fertilizantes de alta concentração de nitrogênio, os quais incentivam o crescimento de uma copa densa que irá interceptar o orvalho e manter as folhas molhadas. As plantas híbridas são mais resistentes à ferrugem. Consulte um agrônomo para obter informações sobre o controle químico, uma vez que fungicidas não são aprovados legalmente para o uso em girassóis.

Alternaria

Os sintomas da alternaria são manchas circulares escuras nas folhas. Às vezes, as manchas se unem, fazendo com que as folhas murchem e morram. Alguns pontos podem ter auréolas amarelados. Estrias escuras, mancha redondas ou em forma de diamante podem aparecer nas hastes e pecíolos. Às vezes, essas lesões podem causar a quebra das hastes. Os pontos escuros também podem aparecer na parte posterior da flor. As infecções de alternaria são piores no clima quente e úmido.

Controle da alternaria

Controle a alternaria removendo restos de plantas infectadas e enterrando-os. Faça o giro de culturas. Os fungicidas não são geralmente necessários, mas, quando são utilizados, devem ser aplicados quando as lesões aparecem pela primeira vez.

Phoma

A phoma preta de tronco é a doença mais comum do girassol, de acordo com a Associação Nacional de Girassol dos Estados Unidos e é causada por um fungo de solo. Os sintomas incluem o aparecimento de grandes manchas escuras sobre o tronco. As manchas também podem aparecer na parte de trás da flor e no eixo das folhas, fazendo com que a planta murche. Uma área preta pode cercar a haste ou apenas abaixo da linha do solo, fazendo com que o girassol morra. A phoma da haste preta é pior quando há chuva durante a floração. Esse fungo se espalha com o vento, por respingos de chuva e água de irrigação.

Controle da phoma

Faça o giro de culturas a cada quatro anos, usando grãos pequenos que não sirvam de hospedeiros para o fungo. Controle os gorgulhos do tronco para reduzir a sua capacidade de se espalhar o phoma. Plantas híbridas são mais tolerantes à essa doença. Não há registro de fungicidas usados para essa doença.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível