Maneiras alternativas de extrair um dente do siso impactado

Escrito por madeleine hall | Traduzido por carol matos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Maneiras alternativas de extrair um dente do siso impactado
Um sindesmótomo ou descolador é um instrumento comum utilizado na extração de dentes do siso (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

Os nomes "dentes do juízo" ou "dentes do siso", dados aos terceiros molares, estão relacionados ao período de vida em que esses dentes aparecem; entre os dezesseis e os vinte e cinco anos de idade. Muitos desses dentes não possuem espaço suficiente na arcada dentária para irromper. Geralmente, quando isso acontece, costumam ocasionar vários problemas. Os dentes do siso que irrompem de forma normal são fáceis de remover pelos métodos convencionais, enquanto os impactados necessitam de métodos alternativos para a sua remoção.

Outras pessoas estão lendo

Problemas causados pelos dentes do siso que erupcionam normalmente

Os dentes do siso são os últimos a erupcionar -- aparecer, e são os que estão mais distantes da parte anterior da boca, sendo difícil manter a higiene adequada. Os dentes do siso não são responsáveis pelo apinhamento de outros dentes, no entanto, eles podem pressionar os outros; já que ocupam um espaço valioso e comprimem os dentes vizinhos, levando a um efeito dominó. Os dentes do siso têm propensão à cárie, e doença gengival ou periodontal.

Problemas causados pelos dentes do siso que erupcionam anormalmente

Geralmente, devido à falta de espaço, um dente do siso pode erupcionar apenas de forma parcial, ou não erupcionar, sendo então considerados como dentes impactados. Os dentes do siso impactados trazem consigo uma infinidade de problemas. Os dentes do siso parcialmente erupcionados produzem uma condição dolorosa denominada pericoronarite. Isso ocorre porque resíduos alimentares ficam presos sob o tecido inflamado, onde o dente está tentando irromper. Esses dentes que não conseguem erupcionar podem originar cistos, destruir o osso e outras estruturas de suporte do dente.

Extração convencional dos dentes do siso

Alguns dentistas generalistas realizam a extração de dentes do siso, outros preferem encaminhar o paciente para um especialista em cirurgia oral. Após a aplicação da anestesia, o dente é rotacionado do alvéolo com um fórceps. Algumas vezes, ao invés do fórceps, o dentista usa um instrumento chamado descolador de periósteo -- uma espécie de elevador ósseo, firmando-o entre o dente do siso e o dente adjacente. Ele usa o dente adjacente como alavanca, forçando o dente do siso para fora do alvéolo. O paciente morde sobre uma gaze, recebe orientações pós-cirúrgicas e vai para casa. Normalmente, não há muito desconforto ou inchaço no período pós-operatório.

Remoção cirúrgica de dentes do siso parcialmente erupcionados

Dentes do siso parcialmente erupcionados são quase sempre encaminhados ao cirurgião oral. O paciente é sedado, em conjunto com a anestesia dentária, deixando o procedimento mais confortável. Uma incisão é feita com o bisturi que retalha o tecido ao redor do dente impactado. Uma peça de mão e uma broca cirúrgica irão seccionar o dente ao meio. As metades dos dentes e das raízes serão então removidas. As partes ósseas ou do dente são cuidadosamente irrigadas e o retalho de tecido gengival é fechado e suturado. Se as suturas não forem reabsorvíveis, o paciente deve retornar ao consultório para retirá-las. Inchaço e dor pós-operatória são mínimos, mas analgésicos e antibióticos irão auxiliar à cicatrização.

Remoção cirúrgica de dentes do siso não-erupcionados

A remoção dos dentes do siso não-erupcionados é a mais difícil. Ela é sempre realizada por um cirurgião oral, com o paciente sedado. O bisturi é utilizado para fazer um retalho gengival ao redor do dente impactado. Uma peça de mão e uma broca cirúrgica perfuram o osso que cobre o dente. Uma vez exposto, o dente é seccionado e removido, ou o cirurgião continua a perfurar ao redor do dente para remover osso e extrair o dente por inteiro. Suturas irão fechar o local da cirurgia, com a retirada dos pontos em uma consulta posterior. Esse tipo de extração sempre provoca inchaço na boca e no rosto. Será preciso tomar analgésicos e antibióticos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível