Massagem com bola de tênis para a síndrome piriforme

Escrito por stephen venneman | Traduzido por kelly isayama
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Massagem com bola de tênis para a síndrome piriforme
Jogar tênis pode ajudar no alívio da síndrome piriforme (Wendy Hope/Stockbyte/Getty Images)

A síndrome piriforme pode ser definida como uma dor nas nádegas. Felizmente, se diagnosticada precocemente, o tratamento é tão simples quanto jogar tênis. Não, não será possível jogar partidas inteiras imediatamente, mas o alívio será sentido rapidamente.

Outras pessoas estão lendo

Síndrome piriforme

O músculo piriforme se estende desde o sacro (na base da coluna) até a parte superior do fêmur. Ele é plano, triangular e fica na horizontal. A síndrome piriforme é um ferimento por estresse repetitivo onde o músculo, que ajuda na rotação do quadril e no equilíbrio, é esticado além de seus limites sem tempo suficiente de recuperação, ou quando não se aquece antes de exercícios, como corridas.

Na síndrome piriforme, o músculo se torna rígido em resposta à atividade excessiva. Isso pressiona os tendões, que mantêm o músculo no lugar. Também pode causar uma irritação no nervo ciático, o que pode ser extremamente doloroso.

Indivíduos em risco

A síndrome piriforme é comum entre corredores, ou qualquer atleta que use as pernas por um longo período de tempo. Já que a lesão é causada principalmente pelo sobreuso, ela é mais comum em corredores que em qualquer outro grupo de pessoas.

O exercício com bola de tênis

O tratamento mais fácil para a síndrome piriforme é aplicar pressão direta sobre o músculo. Isso alivia a tensão muscular e, se o caso for leve, é possível resolver o problema sentando em uma bola de tênis. Isso aplica uma pressão firme, porém não muito intensa, no músculo em questão.

Técnica

Os melhores resultados vêm quando esses exercícios são feitos várias vezes ao dia. Ele requer um pouco de prática e pode causar um desconforto imediato na área. Supondo-se que o músculo piriforme do lado direito esteja causando dor. Se a sua dor for do lado esquerdo, mude o lado do exercício.

Encontre uma cadeira confortável com um assento firme. Posicione uma bola de tênis no local mais dolorido e sente-se. Não coloque todo o seu peso na bola, apenas a ponto de sentir um pouco de dor. Permaneça parado por 20 segundos, então mova a bola para outro local dolorido. Repita. Mova a bola de tênis ao longo do músculo piriforme, aplicando pressão direta o máximo que conseguir. Não deixe que fique muito doloroso a ponto de ter que parar o exercício. Depois de passar por todo o músculo, cruze as pernas. Coloque a bola de tênis abaixo e do lado de dentro do osso do quadril. Trabalhe-a novamente ao longo de toda a área. Se doer, provavelmente o exercício está sendo feito corretamente.

Ainda está doendo, e agora?

Se ainda houver dor após alguns tratamentos, é hora de ligar para um terapeuta licenciado em massagem. Certifique-se de contar a ele que foi tentada a técnica da bola de tênis, mas que ainda há dor. O terapeuta fará uma massagem na região do glúteo para eliminar o acúmulo de toxinas no músculo e relaxar o músculo piriforme tensionado. Em casos mais graves, vários tratamentos podem ser necessários. Contudo, para alguns indivíduos, um ou dois tratamentos seguidos pela técnica da bola de tênis podem funcionar.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível