Mais
×

Materiais para fazer artesanato em casa

Além de não ocupar espaço, são fáceis de usar
parys/iStock/Getty Images

Introdução

Fazer artesanato em casa é um ótimo passatempo. Você pode produzir para si mesmo, para presentear amigos ou ainda pode investir no trabalho manual e tornar uma atividade lucrativa. Confira algumas sugestões de materiais fáceis de trabalhar em casa que não requerem muito espaço, nem processos muito complicados. Veja qual técnica tem mais a ver com você e mãos à obra!

Michael Blann/Lifesize/Getty Images

Papel-cartão ou papelão esquecido

O papel cartão, aquele papel mais firme que uma cartolina, ou mesmo as caixas de papelão que você tem jogadas pela casa (caixa de supermercado, de sapatos, de presentes, etc) são ótimos para se fazer objetos decorativos. Dá para fazer caixinhas, móbiles, enfeites de parede, até mesmo adornos de jardim (para exteriores, vale investir em um verniz para durar mais). Você pode cortar com base em moldes disponíveis na internet, papelarias e casas de materiais para artesanato ou usar sua criatividade e criar os seus próprios desenhos.

Jupiterimages/Polka Dot/Getty Images

Tecidos de várias cores

Se você tem habilidade para costurar, melhor, mas mesmo sem ser um expert da tesoura e agulha, dá para fazer coisas muito criativas usando tecido. Você pode revestir caixas, fazer flores artificiais, sachês, prendedores de cabelo, o que não faltam são boas ideias. O legal do tecido é a variedade de texturas e estampas, que permitem deixar a criatividade fluir e produzir peças cheias de estilo.

Jupiterimages/Polka Dot/Getty Images

Lãs para todos os gostos

Para quem tem habilidade com as agulhas, sejam de tricô ou de crochê, o leque de opções ampliou muito. Antes, o mais comum era fazer roupas ou coisas para casa – claro que os clássicos nunca saem de moda –, mas agora dá pra fazer enfeites para o cabelo, broches, brinquedos, até objetos de decoração.

Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images

Mosaico criativo

Existem vários materiais para se fazer mosaicos, no entanto, o mais usado vem sendo a pastilha de vidro. Elas podem ser usadas inteiras ou em pedaços, produzindo apenas um efeito visual ou criando alguma figura propriamente. Quase tudo pode ser revestido com mosaico – porta-retratos, caixas, mesas, paredes, todo tipo de moldura –, basta estudar um pouco a técnica e deixar a criatividade agir.

Chantalrouthier/iStock/Getty Images

O rústico sisal

Se você gosta de algo mais rústico, o sisal – essa cordinha fina feita de fibras naturais – é uma ótima opção para a produção de peças artesanais. Com ela, é possível fazer um monte de coisas, como luminárias, guirlandas, adornos natalinos, caixinhas decoradas. Também ficam muito interessantes quando misturadas com outros materiais naturais, como madeira, canela em pau ou conchas.

Digital Vision./Photodisc/Getty Images

Imagine com origami

O origami, aquelas complicadas dobraduras – antes um conhecimento exclusivo da comunidade japonesa, que criou essa arte milenar –, são tendência no artesanato atual. Com a técnica, é possível montar um belo móbile, caixinhas, marcadores de livro. A imaginação é o limite. Você encontra uma variedade de dobraduras prontas para aplicar nas suas criações, mas pode se arriscar a fazer suas próprias dobraduras, o que é divertido e até terapêutico.

Jack Hollingsworth/Photodisc/Getty Images

Pinte ou produza cerâmica

Se a ideia de por a mão na massa (literalmente) lhe agradar, pode produzir as suas próprias peças, mas, se o seu negócio for mais a pintura, é muito fácil encontrar peças prontas para serem estilizadas ao seu gosto, como vasos, potinhos, bijuterias, louças e uma variedade de objetos decorativos. A pintura mais utilizada é a tinta acrílica, mas há muitas opções de técnicas.

Digital Vision./Photodisc/Getty Images

"Brinque" com papel machê

Fazer papel machê parece até brincadeira de criança. Picar papel, misturar com água, cola e outras coisinhas, e depois, com a massa pronta, brincar de modelar. Também é uma técnica muito interessante para a produção de peças artesanais. E dá para ser combinada com outros materiais, inclusive com a pintura, produzindo peças totalmente únicas.

Diana Taliun/iStock/Getty Images

Simplicidade do biscuit

O biscuit, assim como o papel machê, é uma receita caseira para produzir uma massinha fácil de modelar que serve para fazer uma série de objetos. Conhecida também como porcelana fria, a técnica é ótima porque não precisa ser cozida no forno (como a cerâmica), tem secagem rápida, é barata e funciona com vários pigmentos para tingir, pinturas e corantes.

belchonock/iStock/Getty Images

Arame

Com um bom alicate e arame você já pode começar a produzir peças interessantes. Há arames de várias espessuras, cores e utilidades, que podem ser usados sozinhos ou complementados com miçangas ou biscuit, por exemplo. Uma boa ideia é usar o arame para fazer uma espécie de moldura vazada e depois cobrir com meia de seda, que é transparente e superflexível, ajustando bem a armação e criando um efeito muito bonito.