Medicação para espasmos de bexiga por uso do cateter

Escrito por contributing writer | Traduzido por renivaldo servin
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Medicação para espasmos de bexiga por uso do  cateter
Os espasmos podem surgir devido ao uso frequente de cateteres (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

O espasmo de bexiga ocorre quando ela não é capaz de permanecer relaxada. A bexiga em seu estado relaxado é capaz de armazenar a urina, mas quando ela se contrai ou ocorrem espasmos, a urina é expelida. O normal seria a bexiga liberar urina quando os músculos forem contraídos propositadamente. Os espasmos podem surgir devido ao uso frequente de cateteres. O uso de medicamentos pode ser a resposta para este problema.

Outras pessoas estão lendo

Espasmos causados por um cateter

Os espasmos causados pelo uso do cateter não podem ser controlados, resultando em perda involuntária de urina. Este sintoma desconfortável e por vezes doloroso surge muitas vezes em pessoas que utilizam cateteres permanentes. Às vezes, um cateter pode ficar bloqueado, ocasionando os espasmos. Após remover o bloqueio, os espasmos cederão. Se um bloqueio não for a causa dos espasmos, será necessária a remoção do cateter para acabar com os espasmos indesejados.

Drogas antimuscarínicas

Se a remoção do cateter não for uma opção, as drogas antimuscarínicas podem ajudar a tratar os espasmos, diminuindo a secreção e o muco que irritam a bexiga. Os analgésicos ajudam com a dor associada aos espasmos. Analgésicos como o beladona e supositórios de ópio podem ajudar a controlar a dor e os espasmos.

Medicação para a dor

Um medicamento que se destina especificamente a dor, a urgência, e a irritação causada pelo cateter e os espasmos, é o cloridrato de fenazopiridina. Este medicamento é recomendado apenas para uso a curto prazo, pois ele trata os sintomas, mas não o problema. Essa droga é especificamente conhecida por deixar a urina dos usuários laranja brilhante.

Uso de antidepressivos

Outra droga que pode ajudar a aliviar os espasmos é o cloridrato de imipramina (Tofranil). Normalmente utilizado para tratar depressão, o cloridrato de imipramina é comprovadamente um tratamento viável para espasmos de bexiga. As queixas mais comuns do seu uso incluem boca seca e fadiga.

Anticolinérgicos

Os medicamentos como Ditropan, Detrol e Levsin são anticolinérgicos e são utilizados no relaxamento da bexiga. Eles podem interromper a frequência e a urgência das contrações musculares e parar os espasmos indesejados. Os efeitos colaterais relatados pelo uso destas drogas incluem tonturas, sonolência, boca seca, fadiga e dor abdominal.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível