Medicação Rimadyl para cães

Escrito por sandra parker | Traduzido por juliano burke
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Medicação Rimadyl para cães
Cães velhos são suscetíveis a artrite ou outras doenças degenerativas que atacam as articulações (Old friend image by Pushpangadan from Fotolia.com)

O Rimadyl, ou carprofeno, é uma medicação sem esteroides anti-inflamatória usada para tratar dores crônicas em cães. Esse remédio está disponível para uso oral ou com injeções, sendo a oral usada principalmente para controlar dores crônicas associadas com artrite e outras doenças degenerativas, enquanto a forma injetável é geralmente reservada para o controle de dores agudas ou pós-operatórias. O maior benefício de utilizar o Rimadyl ao invés de outras medicações para o controle da dor e que ele só necessita de uma dose por dia, assim prevenindo as chances de esquecer de administrar as doses.

Outras pessoas estão lendo

Como o Rimadyl funciona

A principal atuação do Rimadyl é suprimir o hormônio COX-2, principal responsável pelas respostas à dor e à inflamação. Esse tipo de supressão foi designado para não inibir a ação do COX-1. O Rimadyl está disponível somente com prescrição médica e requer uma examinação física completa por um veterinário licenciado.

Controle de dores crônicas

O Rimadyl demonstrou que pode amenizar significativamente a dor e inflamação associadas com a osteoartrite, a displasia do quadril e outras doenças degenerativas que se tornam mais dolorosas com o tempo. O Rimadyl é geralmente reservado como uma segunda opção quando a dor desenvolve uma tolerância a uma primeira medicação como a aspirina. A principal determinação de quando começar a terapia com Rimadyl em cachorros com doenças degenerativas é monitorar os seguintes sintomas: intolerância a exercícios, passo lerdo ou rígido, manqueira, relutância à saltar para cima ou para baixo e dificuldade em levantar-se depois de sentar-se ou ficar de bruços.

Controle da dor aguda

O Rymadil também demonstrou ser uma medicação efetiva quando se trata de controlar a dor aguda em situações como a dor pós-operatória. O maior benefício de utilizar o Rimadyl ao invés de analgésicos após a cirurgia é a falta de depressão dos sistemas circulatórios ou respiratórios que ocorrem com o uso de drogas como a morfina, fentanil ou butorfanol. Isso é especialmente crítico em pacientes idosos passando por procedimentos cirúrgicos. O Rimadyl possuí o efeito adicional de durar mais tempo do que analgésicos. O efeito de controle da dor dura por 24 horas, diferente da duração de três à quatro horas da maioria dos analgésicos.

Terapia combinada

O Rimadyl, quando utilizado para o controle de dores crônicas, é muitas vezes combinado com outras terapias para fornecer um compreensivo programa de tratamento para amenizar a progressão da doença. Em muitos casos, um suplemento de glucosamina ou condroitina é combinado com o Rymadil para ajudar a aumentar a quantidade de fluido sinovial produzido na articulação. A razão para isso é que o fluido sinovial amaciará e lubricará a articulação, fortalecendo o efeito anti-inflamatório do Rimadyl. Outras terapias, incluindo o aumento de exercícios, perda de peso e até mesmo a hidroterapia podem ser recomendadas para aliviar os sintomas.

Efeitos colaterais

Como qualquer medicação, cachorros utilizando o Rimadyl podem experimentar efeitos colaterais. O mais conhecido é a dor de estômago. Os cães tomando Rimadyl podem ficar relutantes para comer, começar a vomitar ou ter diarreia. Para amenizar as chances de ter náuseas associadas com o uso de Rimadyl, é aconselhado administrá-lo com comida. Outros efeitos colaterais mais perigosos incluem dano ao fígado e úlcera estomacal. Se suspeita que seu cão vem tendo dificuldades com a medicação, contate seu veterinário imediatamente.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível