Medicamentos para o transtorno de compulsão alimentar

Escrito por h. michele thomas | Traduzido por ana rodrigues
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Medicamentos para o transtorno de compulsão alimentar
Os medicamentos são uma opção de tratamento para o transtorno de compulsão alimentar (Image by Flickr.com, courtesy of Shutr)

De acordo com a Mayo Clinic, o transtorno de compulsão alimentar é o mais frequente transtorno alimentar. Ela relata ainda que alguns medicamentos podem ajudar a tratar o transtorno da compulsão alimentar periódica. No entanto, a partir de 2009, nenhum medicamento foi especificamente aprovado pela Food and Drug Administration para o tratamento do transtorno. Os medicamentos são um dos quatro tratamentos para o transtorno da compulsão alimentar periódica. Os outros três incluem a psicoterapia, programas de emagrecimento comportamentais e estratégias de auto-ajuda.

Outras pessoas estão lendo

Inibidores seletivos de recaptação de serotonina

De acordo com a Mayo Clinic, medicamentos antidepressivos conhecidos como inibidores seletivos da recaptação da serotonina (IRIS) podem ajudar a tratar o transtorno de compulsão alimentar. No mercado dos EUA, desde 1987, os inibidores funcionam aumentando os níveis cerebrais do neurotransmissor da serotonina. Exemplos de IRIS incluem Celexa, Lexapro, Prozac, Paxil e Zoloft. Os efeitos colaterais comuns dos medicamentos incluem náuseas, diarreia, dor de cabeça, boca seca, agitação, insônia e disfunção sexual.

Antidepressivos tricíclicos

A Mayo Clinic relata que antidepressivos tricíclicos (ADTs) também podem ajudar a tratar o transtorno da compulsão alimentar periódica. Eles aumentam os níveis de dois neurotransmissores, a norepinefrina e serotonina. Exemplos de ADTs incluem Elavil, Pamelor, Tofranil, Sinequan e Anafranil. Seus efeitos colaterais comuns incluem boca seca, visão turva, constipação, erupção cutânea, aumento da frequência cardíaca e pressão arterial baixa ao levantar da posição deitada ou sentada.

Topamax

O nome genérico para Topamax é Topiramato. A Mayo Clinic relata que alguns estudos encontraram utilidade nesse medicamento anticonvulsivante para o tratamento de transtorno da compulsão alimentar periódica. Efeitos colaterais comuns incluem visão turva, visão dupla, imperícia ou instabilidade, tontura, sonolência e dificuldade de raciocínio.

Meridia

O nome genérico para Meridia é Sibutramina. Embora não seja especificamente aprovada pelo FDA para o tratamento de transtorno de compulsão alimentar, o medicamento foi aprovado para o tratamento da obesidade. É um outro tipo de antidepressivo chamado inibidor seletivo da recaptação da serotonina e da noradrenalina, o que aumenta os níveis cerebrais de neurotransmissores. Efeitos colaterais graves incluem "mudanças perigosas" na pressão arterial.

Experiências clínicas

A partir de 2009, ClinicalTrials.gov, um serviço do Instituto Nacional de Saúde dos EUA, informou que experiências clínicas foram recentemente concluídos em vários medicamentos para o tratamento do transtorno de compulsão alimentar. Esses incluem a Sibutramina, o Topiramato, a Bupropiona, a Lamotrigina, o Picolinato de cromo, Oxibato de sódio, a Memantina, Zonegran, Acamprosato, Atomoxetina, Xenical e Duloxetina. Embora as experiências clínicas de muitos desses medicamentos estejam completas, nenhum foi aprovado para o tratamento do transtorno de compulsão alimentar pelo FDA a partir de 2009.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível