Medidas de precaução ao usar uma pipeta

Escrito por michael judge | Traduzido por marina costa
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Medidas de precaução ao usar uma pipeta
Pipetas ainda são comumente vistas em vários laboratórios (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

A pipeta é um útil objeto de vidro ainda empregado por muitos químicos. A função de uma pipeta é aspirar para puxar um volume de líquido permitindo-o ser transferido para outro recipiente. Há dois tipos principais de pipetas usados. Alguns são simples tubos de vidros calibrados que exigem manual de sucção, enquanto outros têm um dispositivo mecânico interno que permite ao usuário sugar determinadas quantidades usando um pistão.

Outras pessoas estão lendo

Pipetando com a boca

A pipeta básica de vidro exige que a sucção seja aplicada para puxar a solução. Há pouco tempo, químicos comumente usavam a pipeta como um canudo, colocando a boca na parte aberta superior e usando a força do pulmão para sugar a solução na outra ponta, o que agora é considerado um definitivo perigo para a segurança e nunca deve ser feito. O perigo é que você pode calcular mal a quantidade e sugar perigosos líquidos para sua boca. Mesmo que você não sugue o líquido, você ainda pode inalar gases potencialmente prejudiciais.

Vidro quebrado

Ao trabalhar com uma pipeta de vidro, você usa um bulbo de sucção para produzir aspiração dentro do tubo. Alguns bulbos requerem que você coloque a pipeta em um buraco estreito e apropriado na base dos mesmos. Já que pipetas são de vidro, você pode parti-la em duas devido à força aplicada para colocar o bulbo e subsequentemente a parte quebrada cortar sua mão. Tenha bastante cuidado ao inserir a pipeta no bulbo. Se possível, use um dispositivo de sucção em que a pipeta fique em cima dele para vedar em vez de ser totalmente inserida.

Pipetas sobrecarregadas

Ao usar um bulbo para produzir sucção, o químico primeiro aperta-o para retirar o ar e criar um vácuo e, então, usa o vácuo para sugar o líquido. Falta de atenção pode fazer com que o usuário puxe muito líquido e, nesse caso, ele irá fluir para dentro do bulbo. Isso faz com que o líquido seja derramado quando o bulbo é removido da pipeta, o que pode ser perigoso se o material for nocivo, como um ácido. Tenha cuidado para nunca sobrecarregar a pipeta.

Esforços repetitivos

Novas pipetas usadas para repetidas transferências, normalmente de pequenas quantidades, incorporam ferramentas mecânicas como rodas, mostradores ou pistões a fim de puxar o líquido para dentro do tubo, e então despejá-lo. Se você usa esses instrumentos por períodos prolongados, pode correr o risco de ter lesões por esforço repetitivo, como a síndrome do túnel carpal. Use aparelhos ergonômicos apropriados, siga as instruções do fabricante e descanse quando for possível. (ref 2)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível