Mais
×

Como medir e registrar a frequência respiratória

Atualizado em 21 fevereiro, 2017

Saber a frequência respiratória de um doente ajudará você a estimar o dano, além de ser um indicador importante de como a pessoa está respondendo ao tratamento. Registre a frequência respiratória a cada 15 minutos e informe-a ao médico quando o doente for transferido a esse profissional.

Instruções

Meça e registre a frequência respiratória
  1. Observe o abdome ou o peito da pessoa doente até que veja se ele sobe e desce.

  2. Conte o número de vezes que o peito ou abdome se eleva por 15 segundos e multiplique por 4; ou por 30 segundos e multiplique por 2. Isso informa qual a frequência respiratória por minuto.

  3. Repare no ritmo da respiração. É regular ou irregular?

  4. Perceba quanto esforço a pessoa faz para respirar. A respiração é forçada ou sem esforço?

  5. Note se a respiração é profunda ou superficial.

  6. Sinta se há algum odor atípico na respiração, principalmente se há algum cheiro adocicado ou semelhante ao de fezes.

  7. Registre seus achados da seguinte maneira: frequência, ritmo, esforço, profundidade, barulho e odores. Por exemplo: "A frequência respiratória é de 30, irregular, forçada, superficial, com roncos e sem odor".

Dicas

  • Pessoas doentes podem alterar a respiração em razão da tensão se perceberem que estão sendo avaliadas. Para obter uma aferição mais exata, finja que está verificando o pulso, mas ao invés disso, observe o abdome ou peito.
  • Se tiver problemas em observar elevações e depressões nessas áreas, posicione sua mão suavemente no abdome do doente para sentir os movimentos respiratórios. Pessoas saudáveis geralmente fazem de 12 a 20 respirações por minuto.

Aviso

  • Um odor adocicado ou fecal pode indicar uma emergência médica grave.

O que você precisa

  • Bloco de notas
  • Canetas
  • Cronômetros
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article