on-load-remove-class="default-font">
×
Loading ...

Qual é a melhor alimentação para um Lulu da Pomerânia?

Atualizado em 17 abril, 2017

Receber um novo cachorro em sua casa é uma grande decisão, mas trará muitas recompensas. Uma raça que é particularmente adequada para a vida caseira em uma residência pequena é o Lulu da Pomerânia. Esses cães pequenos requerem seu próprio tipo especial de amor e cuidado, especialmente com relação a sua dieta. Essa raça é cheia de energia, e precisa de um plano que acompanhe seu estilo.

Um Lulu da Pomerânia é uma ótima raça para criar em casa (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Seco ou úmido

Existem benefícios em alimentar o cão tanto com comida seca quanto úmida. O alimento seco tem uma boa consistência para os dentes, enquanto o úmido é rico em proteína e saboroso o suficiente para manter o apetite do cão. Porém, comer muito alimento úmido pode ter um efeito negativo no sistema digestório. Dessa forma, é melhor que a dieta seja basicamente de alimentos secos com alguns alimentos úmidos ocasionais.

Loading...

Melhor alimento seco

Existem várias coisas que os donos de um lulu da pomerânia devem procurar nas rações secas, para fazer a melhor escolha. Esses cães tem sistemas digestórios sensíveis. Levando isso em conta, é melhor dar ao cão uma ração feita com pelo menos 30 porcento de proteínas, apesar do número ótimo ser de cerca de 70 porcento. Isso irá limitar a quantidade de carboidratos e vegetais que o cachorro ingere, o que reduz suas chances de desenvolver uma irritação no estômago.

Evite enchimentos

Os enchimentos podem ter um péssimo efeito na dieta do cão, particularmente para os cães dessa raça que requerem um alto nível de proteína na dieta. O enchimento geralmente é carboidrato adicionado à ração para aumentar a saciedade, mas sem oferecer nenhum benefício nutritivo. Ao invés disso, eles basicamente atravessam o corpo do animal. Por isso é importante buscar uma ração de qualidade que contenha o máximo de ingredientes naturais possível, e seja feita mais de proteínas ao invés de carboidratos.

Frequência

No início, os filhotes de Pomerânia requerem várias pequenas refeições por dia, para manter seu alto metabolismo. Quando chega a meio quilo, o filhote come cerca de meia tigela de ração por dia, dividida em várias refeições ao dia. Quando ele chega a 1,5 kg, essa quantidade praticamente dobra. Dobra novamente com 3 kg. Em seis meses, o metabolismo do cão começa a diminuir, então é importante começar a reduzir a quantidade de refeições ao dia. Aos dois anos, o cão deve comer uma ou duas refeições ao dia.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...