O que é melhor, uma catraca grande ou pequena em uma bicicleta BMX?

Escrito por jonathan d. septer | Traduzido por lucas de barros
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que é melhor, uma catraca grande ou pequena em uma bicicleta BMX?
Essa é uma pequena catraca de 25 dentes para BMX (bmx, couronne image by Claudio Calcagno from Fotolia.com)

As bicicletas BMX têm muitos usos, desde corridas, até o freestyle (manobras) e salto em pistas de barro e, dessa forma, o tamanho da catraca depende em grande parte da aplicação desejada. As limitações na relação das catracas, posições de montagem dos freios e desenhos do cubo traseiro também desempenham um papel importante nas opções de dimensionamento. Normalmente, o melhor tamanho de catraca é determinado balanceando a finalidade da bicicleta com a relação de transmissão, que depende do tamanho da catraca traseira e do posicionamento de montagem do freio.

Outras pessoas estão lendo

Combinações comuns de catracas

Uma calculadora de relação de transmissão, como a do bmxultra.com, vem a calhar quando se tenta decidir qual tamanho de catraca usar. Até recentemente, o tamanho mais comum para catracas de BMX era de 44 dentes. Quando emparelhada com a catraca traseira mais comum, de 16 dentes, em uma roda de aro 20 (diâmetro do aro em polegadas), faz a bicicleta viajar a cerca de 1,4 m para cada volta completa dos pedais. Uma relação de transmissão de 44/16 é aproximadamente igual a 2,75:1. As combinações de catracas de BMX modernas e mais comuns, que resultam em uma relação que percorre uma distância similar por rotação do pedal são de 42/15, 39/14, 36/13, 25/9 e 22/8. Infelizmente, devido a limitações de montagem do cubo e dos freios, nem todas as BMX aceitam uma variedade de opções de tamanho.

Limitações do cubo ao tamanho da catraca

Os cubos traseiros das bicicletas BMX normalmente têm um de dois tamanhos de roscas usinadas no lado de encaixe -- onde a correia é conectada. Essas roscas aceitam dois tamanhos diferentes de catracas. Alguns cubos -- chamados de "flip-flop" - têm ambos os conjuntos de roscas em cada lado da peça, permitindo uma maior diversidade de combinações possíveis. Outro tipo -- chamado de cubos cassete -- comportam a catraca em uma outra peça, ligada ao cubo, o que permite usar catracas traseiras muito pequenas. As maiores roscas de cubos costumam oferecer tamanhos de catracas de 16 ou 15 dentes. Já as menores, comportam catracas de 14 e 13 dentes. As catracas dos cubos cassete normalmente vêm em versões de nove ou oito dentes. Tamanhos de catraca aceitáveis ​​dependem do modelo de cubo, de forma que emparelhar uma catraca de 36 dentes com uma de 16 na traseira resultaria numa bicicleta com pedaladas muito rápidas, mas se moveria muito lentamente.

Limitações nas montagens dos freios

Muitas bicicletas BMX utilizam freio traseiro tipo "U" montado no topo da caixa da correia. Com esse estilo de montagem, pequenas catracas abaixam tanto a correia, que ela entra em contato com o freio, inibindo a pedalada. Normalmente, a menor combinação de catracas que uma bicicleta desse estilo vai permitir é de 36/13. Esse tamanho normalmente permite que a correia passe por cima do freio por apenas alguns milímetros, enquanto que uma combinação de 25/9 reduziria a correia em quase 2,5 cm, fazendo com que ela prenda o braço do freio.

Vantagens das catracas grandes

De acordo com o site Odyssey BMX, quanto maior uma catraca é, menor é a força que ela exerce na correia. Portanto, uma bicicleta BMX com uma catraca maior terá menos falhas na correia ou nos dentes da parte traseira do que uma com as catracas menores. As catracas grandes também tocam a superfície da correia com menor frequência e costumam durar mais que as menores.

Vantagens das catracas pequenas

As catracas pequenas entortam menos facilmente que as grandes, pois o contato com um objeto resulta em mais força de alavanca sobre as últimas, com mais superfície de contato. Elas também são mais fáceis de se manter afastadas dos objetos parados na realização de manobras, geralmente sofrendo menos danos que as maiores ao realizar acrobacias. Por último, elas são mais leves do que as catracas grandes, e peso é uma grande preocupação para a maioria dos ciclistas e outros operadores de veículos de tração humana, pois uma bike mais leve significa menos esforço para o ciclista.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível