A melhor maneira de segurar um taco de bilhar

Escrito por ron white | Traduzido por gabriela vilas boas ornelas
A melhor maneira de segurar um taco de bilhar
A maneira de segurar um taco de bilhar interfere diretamente no seu desempenho no jogo (K-King Photography Media Co. Ltd/Photodisc/Getty Images)

Como uma pessoa segura o taco influencia bastante na precisão e no sucesso geral em um jogo de bilhar. Uma tacada bem sucedida exige movimento firme em ambas as mãos. Isso significa que não deve haver solavancos repentinos ou golpes - o tipo de movimento que muitas vezes faz o taco se mover. Sacudidas e golpes levam a equívocos e riscos, levando a um jogo de bilhar pobre.

Conforto e consistência

Dr. Dave Alciatore e o escritor de textos sobre bilhar Mason Rei dizem que a chave para um jogo forte começa na busca do conforto. Isso vale tanto para a posição do jogador quanto para a maneira que ele segura o taco.

Embora existam alguns fundamentos para segurar um taco de bilhar, ninguém pode jogar bem sem estar confortável. Além disso, o sucesso de um jogador com um determinado taco depende muito da sua consistência. Fazer um grande jogo de bilhar não significa que o jogador tenha uma boa tacada. Talvez tenha sido sorte. Se a jogada e bem consistente, no entanto, é um sinal claro de domínio do taco.

Leveza

Se você não pensa que um taco leve é importante no bilhar, imagine quão difícil seria preparar um peru ou cortar uma cebola com uma faça bem pesada. Um taco muito denso provavelmente irá falhar. Ele faz com que os músculos dos dedos, pulsos, braços, cotovelos e ombros contraiam e estiquem, resultando em movimentos menos fluidos. Além disso, solavancos são menos frequentes.

Um taco leve permite que os músculos relaxem, o que é crucial na jogada, e ainda faz com que o taco deslize facilmente no movimento. Se não deslizar bem, o taco pode agarrar, causando um salto e perdendo a jogada. Um taco leve é particularmente importante para jogadas difíceis, nas quais normalmente os jogadores esticam os músculos.

Estilo

Alguns jogadores preferem encaixar o taco entre seus dedos. Outros deixam ele escorregar pela palma da mão. Outros ainda gostam de sentir o taco entre a palma da mão e os dedos.

A chave, Alciatore diz em um artigo na Billiards Digest chamado de "Checklist das tacadas em linha reta com nossos fundamentos", é simplesmente manter o acima citado taco leve e segurar da maneira mais confortável para cada jogador. Outra consideração é garantir que o taco permita que o antebraço esteja perpendicular a ele no ponto de contato com a bola.

A ponte

A principal função da ponte é fornecer estabilidade para a extremidade da ponta do taco. Uma boa ponte garante que o taco deslize facilmente e que não se desloque para cima, baixo, direita ou esquerda do foco. Os jogadores usam uma variedade de pontes, mas a maioria se enquadra em uma das duas categorias: aberta ou fechada.

A ponte aberta apresenta o lado da palma da mão pressionada sobre a mesa com alguns dedos abertos e outros fechados para estabilizar o taco. Ela permite que o taco deslize na parte superior da mão. Tipicamente, o polegar e os dedos formam um " V", que ajuda a manter o taco estável .

A ponte fechada é semelhante ao homólogo ponte aberta. A principal diferença é que o dedo mais próximo do polegar está enrolado ao redor do taco para criar um vinco apertado por meio do qual o taco se move. A junta do meio do dedo médio também ajuda a firmar o taco durante a jogada. A desvantagem da ponte fechada é que o dedo enrolado às vezes pode causar atrito e dificultar a suavidade da jogada Isto é especialmente verdadeiro quando o dedo é liso e seco.

O comprimento da ponte também é importante. A curta distância entre a ponte e a bola garante o contato da ponta mais precisa, mas também permite que a mão do taco de deslizar mais. Um taco mais longe da bola branca permite mais poder, mas reduz a precisão do tiro. Geralmente, uma distância de 15 a 20 centímetros de distância da ponte para a bola branca é boa.

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível