O melhor remédio para acne em adolescentes

Escrito por lisa sefcik | Traduzido por mariana piastrelli lauria
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O melhor remédio para acne em adolescentes
As mudanças hormonais drásticas podem trazer problemas mais complexos para a pele, tornando importante o uso de remédios contra a acne (BananaStock/BananaStock/Getty Images)

A acne é um problema comum para os adolescentes que estão atravessando a puberdade. As mudanças hormonais drásticas podem trazer problemas mais complexos para a pele, tornando importante o uso de remédios contra a acne. Se seu filho adolescente tem usado inúmeros remédios contra a acne, porém sem muitos resultados, talvez seja hora de você ajudá-lo a encontrar uma solução melhor. Existem inúmeras maneiras de tratar a acne de forma efetiva na adolescência, no entanto muitas vezes isso requer a ajuda de um dermatologista.

Outras pessoas estão lendo

É a hora para uma ajuda profissional?

A acne é causada por três fatores: bactérias, derramamento irregular de células mortas da pele e excesso de produção de óleo na pele. Pelo fato de os hormônios serem os principais responsáveis ​​para uma pele mais oleosa, a acne é mais comum na adolescência, embora os adultos também possam tê-la. Os adolescentes devem ser incentivados a sempre ter uma boa higiene. A acne pode realmente ser tratada com produtos de limpeza e adstringentes agressivos, no entanto, de acordo com a Academia Americana de Dermatologia ( AAD ), o velho método de "lavagem" elimina as bactérias e diminui a produção de óleo. Seu filho adolescente deve aplicar um limpador suave nas áreas infectadas pela acne, pelo menos duas vezes ao dia, e lavar usando apenas as pontas dos dedos ou mãos. Uma boa limpeza é também sugerida a qualquer hora ou após exercícios físicos e caminhadas, que são quando os adolescente transpiram mais. Tônicos e adstringentes devem ser evitados.

As adolescentes do sexo feminino devem evitar o uso de bases pesadas, corretivos para acne e filtros solares que contenham óleo. Ao ajudar sua filha a escolher a maquiagem, procure as palavras "sem adição de óleo", "previne a acne" e " não comedogênico" nas embalagens. Nunca durma de maquiagem, pois isso obstrui os folículos pilosos, causando mais erupção acneica.

Você deve sempre ajudar seu filho adolescente a encontrar produtos que tratam a acne de forma mais branda. É a hora certa de procurar a ajuda de um dermatologista? De acordo com o AAD, o tratamento médico deve ser procurado se a acne do adolescente faz com que ele se sinta constrangido, tímido ou deprimido. A acne severa, como a nodular e a cística, pode não só causar dor e deformação, mas também resultar em cicatrizes permanentes. A cicatrização pode ser prevenida com o tratamento precoce. Quanto mais cedo o tratamento for iniciado, mais chances o adolescente vai ter de minimizar os efeitos da doença. Um dermatologista pode ajudar seu filho a encontrar a melhor maneira de tratar a acne, não importa o grau ou intensidade dela.

Acne leve a moderadamente grave

Há uma variedade de tratamentos disponíveis no combate à acne. Os medicamentos mais indicados nesse caso são aqueles que eliminam as bactérias e incentivam a descamação das células mortas da pele. No entanto , nem todos os tratamentos tem as propriedades anti-inflamatórias que o adolescente provavelmente deseja ou precisa.

Por exemplo, o peróxido de benzoíla antimicrobiana é eficaz em reduzir as bactérias que causam a acne, mas não é eficaz na redução da inflamação associada com espinhas. Retinóides mais antigos, tais como Retin-A podem causar vermelhidão e cascas na pele, ao passo que os mais recentes, tais como aqueles contendo adapaleno são conhecidos por serem eficazes na redução da inflamação. Antes de decidir sobre um tratamento tópico, o adolescente deve informar tudo ao seu dermatologista.

Os antibióticos orais continuam a ser um tratamento eficaz para acne. Os antibióticos são particularmente eficazes no tratamento da acne em todas as partes do corpo de seu filho adolescente, especialmente nas áreas de difícil acesso, como as costas. Muitas vezes, a combinação de antibióticos orais e tratamentos tópicos forçam a diminuição da acne no adolescente .

As terapias a luz e laser estão surgindo no combate à acne. A terapia de luz azul, que mata as bactérias que causa a acne, é atualmente a forma mais popular de fototerapia. Estudos utilizando essa técnica tem rendido resultados mais positivos, com 55 por cento dos participantes da pesquisa tendo observado a redução da acne. No entanto, pelo fato de esses tratamentos serem considerados experimentais e estéticos, eles podem não ser cobertos pelo seu plano de saúde. O custo médio de um único tratamento de luz azul varia de R$ 250 a R$ 500, e várias sessões são necessárias, dependendo obviamente da gravidade da doença. Dessa forma, durante o tratamento de luz azul ou laser, os adolescentes devem deixar de tomar os antibióticos, pois a combinação de remédios e terapias pode ser pesado para seu bolso.

Adolescentes com acne severa

Se seu filho adolescente tem uma acne grave que acaba resultando em nódulos e cistos que se formam debaixo da pele, isso requer um tratamento mais sério, o que só pode ser fornecido por um dermatologista. A acne severa pode causar cicatrizes extensas por todo o rosto e corpo, necessitando de procedimentos de remoção de cicatrizes e cosméticos caros .

Às vezes a acne grave pode ser tratada com uma alta dosagem de antibióticos e produtos tópicos de prescrição. Os cistos individuais podem ser drenados ou injetados com um corticosteróide diluído. No entanto, e acne nodular cística também podem ser tratada com medicação oral chamada isotretinoína, que deve ser tomada diariamente, durante 16 a 20 semanas. Esse medicamento tem como alvo os principais fatores que causam a acne - bactérias, células mortas e o excesso de produção de óleo - por isso é considerada a forma mais eficaz para resolver a acne severa. Seu filho provavelmente irá precisar apenas de uma sessão do tratamento para já perceber uma melhoria profunda, no entanto alguns adolescentes podem ter de tomar a medicação duas vezes.

A isotretinoína provoca grandes danos ao desenvolvimento de fetos, por isso é monitorado rigorosamente em uso de mulheres que estão em idade fértil, independentemente se elas são sexualmente ativas. Sua filha adolescente pode ter de ser instruída a fazer um monitoramento durante o tratamento, fazendo testes de gravidez de rotina durante as sessões, além de provavelmente ter de fazer uso de contraceptivos orais. Se sua filha ainda não for sexualmente ativa, é importante deixá-la consciente de que essas medidas são obrigadas por lei, e não porque você ou seu dermatologista não confiam nela para tomar a decisão certa.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível