As melhores combinações de frutas para geleias

Escrito por fred decker | Traduzido por mariana pelicano
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
As melhores combinações de frutas para geleias
Faça suas próprias compotas e geleias (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

A maioria das compotas e geleias são feitas a partir de uma única fruta, seja porque é a sua favorita ou porque a tem em grande quantidade. No entanto, algumas vezes, é útil combinar duas ou mais frutas para fazer uma geleia, por razões de sabor ou praticidade. Não existe a "melhor" combinação, mas muitas.

Outras pessoas estão lendo

Como as geleias funcionam

Geleias começam com suco de fruta puro, algumas vezes comprados em lojas, mas mais frequentemente retirados da fruta fresca. As frutas contêm um carboidrato chamado pectina, que ajuda a fornecer estrutura às paredes das células. Quando a pectina do suco é combinada com o açúcar e alguma substância ácida sob altas temperaturas, as moléculas do carboidrato formam uma rede que imobiliza o suco em um estranho estado híbrido, nem sólido nem líquido. Encontrar o equilíbrio correto entre o açúcar, a acidez e a pectina é a chave para o sucesso ao fazer uma geleia.

Razões para combinar frutas

Existem duas razões primárias para misturar frutas em uma geleia. Uma é alcançar um nível alto o suficiente de pectina, já que algumas frutas têm níveis mais altos que outras. Muitas receitas também pedem que algumas das frutas estejam verdes, já que as não amadurecidas contêm mais pectina do que as maduras. A segunda razão é que algumas combinações resultam em um sabor muito bom, uma mudança agradável do paladar de cada fruta individualmente.

Misturando por causa da pectina

Algumas frutas comuns, embora muito saborosas, não possuem pectina o suficiente para produzir a consistência gelatinosa desejada. Mirtilos, peras, pêssegos, ameixas e morangos são alguns exemplos. Para aumentar o carboidrato a um nível aceitável, elas devem ser combinadas com outra fruta, rica em pectina. Maçãs, malus, marmelos, groselhas, amoras verdes e frutas cítricas possuem altos níveis de pectina e são todas boas escolhas para uma combinação.

Misturando por causa do sabor

Ao invés de selecionar as frutas pelo nível de pectina, misturá-las para obter sabores complementares permite um alcance ilimitado para a criatividade e a preferência pessoal. Alguns preferem combinar sabores complementares, como maçãs, peras, marmelo ou frutos da roseira-brava, todas relacionadas. Outros preferem sabores contrastantes, como oxicoco ou groselha vermelha com maçãs ou peras doces. Tente várias combinações para determinar a que mais lhe agrada e anote as misturas e porcentagens de cada fruta utilizada. Com o tempo, você construirá uma lista muito boa dos seus favoritos pessoais.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível