Mais
×

Os melhores destinos de inverno do Brasil

Divulgação

Introdução

O Brasil é conhecido em todo o mundo como um País pródigo em belezas, devido a seus milhares de quilômetros de praias, além da gigantesca floresta tropical amazônica e o lindíssimo pantanal mato-grossense. Mas nem só de sol e calor vivemos. Em várias regiões do País, há cidades que vivem do turismo de inverno, graças às suas características geográficas. Situadas geralmente em regiões serranas, elas têm clima ameno e as temperaturas podem cair consideravelmente nos dias mais frios. Em alguns pontos, ocorre até mesmo neve. Confira dez destes destinos que você deve conhecer.

Divulgação

Petrópolis - RJ

Petrópolis, situada na região serrana fluminense, é um município de enorme potencial turístico, não só como destino de inverno, mas também por conta de seu sítio histórico. Curiosamente, no passado, ganhou importância como estância de verão: era o pouso preferido de D. Pedro 2 para fugir das elevadíssimas temperaturas do Rio de Janeiro. Todos os anos, o imperador transferia toda sua corte para lá. Hoje, com cerca de 300 mil habitantes, é a maior cidade da região e recebe milhares de turistas, graças a seu clima ameno e construções do século 19. O Museu Imperial está entre suas principais atrações.

Prefeitura de Garanhuns

Garanhuns - PE

Não, você não leu errado: uma cidade do agreste de Pernambuco está entre os melhores destinos de inverno do Brasil. Garanhuns, com cerca de 150 mil habitantes, situa-se na Serra da Borborema, o que a torna um local com temperaturas bem abaixo da média do estado. Nos dias mais frios do ano, é possível registrar até mesmo temperaturas abaixo dos 10ºC. Além do famoso relógio das flores, as principais atrações são os parques: o Euclides Dourado tem belas plantações de eucalipto e o Ruber Van der Linden possui várias fontes e grutas, além de belíssimos jardins.

Divulgação

São Joaquim - SC

A serra catarinense registra, todos os anos, as mais baixas temperaturas do Brasil. Nada mais natural, portanto, que as cidades encravadas nesta região estejam entre as mais atrativas para o turismo de inverno. Indiscutivelmente, São Joaquim é uma delas. Com cerca de 25 mil habitantes, o pequeno município frequentemente vê seus termômetros marcando valores abaixo de zero. A queda de neve também não é rara por ali. Milhares de pessoas vão ao local anualmente para contemplar os fenômenos típicos do inverno. Os Museu Histórico Municipal e o Museu de Artes, e os mirantes das Araucárias e do Belvedere estão entre as principais atrações turísticas.

Nelson Tonon

Urubici - SC

Também localizada na serra catarinense, Urubici é cheia de encantos naturais que a tornam um dos mais interessantes pontos de visita do Estado. Foi lá que se registrou oficialmente a mais baixa temperatura do Brasil, em junho de 1996: -17ºC. A cidade de apenas dez mil habitações é o ponto mais alto habitado do Sul do Brasil. Conta com nada menos que 80 cachoeiras e cascatas espalhadas pelas montanhas que circundam a região. Uma interessante atração é o Projeto Acolhida na Colônia, que mostra aos milhares de turistas a rotina das pessoas que vivem no local.

Divulgação

Bento Gonçalves - RS

Rivalizando com Santa Catarina, o Rio Grande do Sul também possui vários destinos de turismo irresistíveis. Alguns deles possuem melhor infraestrutura e capacidade para receber um maior número de pessoas. Um bom exemplo é Bento Gonçalves, no coração das serras gaúchas. Com 100 mil habitantes, está repleto de atrações, como o Vale dos Vinhedos, que reúne as melhores vinícolas do País, em uma bucólica paisagem. A maria-fumaça, que percorre uma estrada de ferro em cenário bucólico, é outro grande atrativo da cidade, que conta ainda com o Roteiro Turístico Caminhos Temperados. Não à toa, mais de 800 mil pessoas visitam a cidade anualmente.

Divulgação

Gramado - RS

Gramado é o mais conhecido destino de inverno do País. Com apenas 35 mil habitantes, recebe anualmente 2,5 milhões de pessoas. Além de sediar um dos mais importantes festivais de cinema do Brasil, possui atrações como o Minimundo, um local com cidades em miniatura, e o parque Greenland. A rua Coberta, o Museu do Chocolate e os lagos Negro e Joaquina Bier também chamam a atenção dos visitantes, assim como o casario inspirado na arquitetura alemã, influência dos imigrantes. No verão, a grande atração é o Natal Luz.

Fábio Mendes

Canela - RS

Canela está localizada a apenas 7 km de Gramado, sua vizinha mais famosa. O que, por si só, já serve como argumento para ser visitada. Mas há muito para se ver na cidade de 40 mil habitantes, além de seu belo casario alemão e das ruas enfeitadas de hortênsias. O Mundo a Vapor, que retrata a vida na época da Revolução Industrial, com suas locomotivas, agrada a adultos e a crianças, assim como o Parque Terra Mágica Florybal. Mas as grandes atrações são os parques, como o da Ferradura e do Caracol, que tem como grande chamariz uma belíssima cachoeira de 131 m (foto).

Divulgação

Monte Verde - MG

É na Serra da Mantiqueira que se localizam os mais importantes destinos de inverno da Região Sudeste. Sua área cobre parte de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais e suas elevadas altitudes garantem temperaturas baixas. Um bom exemplo está em Monte Verde, distrito pertencente ao município mineiro de Camanducaia. Localizada a 1.554 metros de altitude e com população de 3,5 mil habitantes, registra temperaturas abaixo de zero em julho. Suas vias principais estão voltadas ao comércio turístico, com lojas, bares e restaurantes de qualidade. Para os aventureiros, há trilhas para belíssimos mirantes como Pedra Partida e Pico do Selado.

Getty Images

Gonçalves - MG

A pequenina cidade de Gonçalves, com 4.500 habitantes é outra opção de destino de inverno em Minas Gerais. Conhecida como "Pérola da Mantiqueira", tem como atrações as corredeiras do rio Capivari e cachoeiras como Andorinhas, Cruzeiro e do Funil. Mas há ainda os espetaculares mirantes sobre as montanhas, que chegam a atingir 2.100 metros de altitude. Pedra Bonita, da Divisa, do Grotão e Serra da Balança estão entre os exemplos mais emblemáticos. Para curtir os dias de frio, há hotéis e pousadas aconchegantes e com diferentes níveis de conforto. Além de bares e restaurantes que servem o melhor da comida mineira.

S. Carmer

Penedo - RJ

Com cerca de 5 mil habitantes, Penedo é um distrito pertencente ao município de Itatiaia, no Rio de Janeiro. Está encravado em um dos mais belos recantos da Serra da Mantiqueira, ao lado do Parque Nacional do Itatiaia. É conhecida por abrigar a mais famosa colônia finlandesa do Brasil e possuir uma ampla rede de hotéis, restaurantes e bares, tornando-a um atrativo ponto de recepção aos turistas no inverno. As tradições dos antigos fundadores do vilarejo são mantidas pelo Clube Finlândia, que costuma apresentar aos sábados os números de danças tradicionais. Há ainda o Museu Finlandês, que traz peças antigas dos primeiros colonos.

Prefeitura de Campos do Jordão

Campos do Jordão - SP

Com quase 50 mil habitantes e conhecida como a "Suíça Brasileira", Campos do Jordão é a cidade de maior altitude do Brasil, tendo sua sede administrativa localizada a 1.628 metros acima do nível do mar. Principal destino de inverno do Sudeste brasileiro, a temperatura média não ultrapassa os 14ºC e, nos meses de junho e julho, pode chegar a ficar abaixo de zero. É sede do Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão, o mais importante festival de música erudita do Brasil, que reúne turistas de alto poder aquisitivo, especialmente no bairro do Capivari, onde está localizada sua melhor infraestrutura turística. Mas há outras opções de passeios, como o Parque do Horto Floresta, o Morro do Elefante e o teleférico.

Divulgação

Santo Antônio do Pinhal - SP

O grande fluxo de turistas em Campos do Jordão pode afugentar aqueles que buscam privacidade e tranquilidade. Assim, Santo Antônio do Pinhal, a apenas 20 km de distância, tornou-se uma opção de visita. Com seis mil habitantes, possui um centro comercial preparado para receber os turistas e ótimas pousadas, em pontos calmos e sossegados. Tem ainda a vantagem de oferecer preços mais acessíveis. Seus principais pontos turísticos são as trilhas até a Pedra do Baú e Bauzinho, ótimos mirantes para se contemplar a Serra da Mantiqueira. Vale também visitar a cachoeira dos Amores e a estrada de ferro que leva até a vizinha mais famosa.