Os melhores materiais para se fazer embalagens impermeáveis

Escrito por shantana goerge | Traduzido por andré schwarz
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Os melhores materiais para se fazer embalagens impermeáveis
Proteger o conteúdo contra a umidade é simples, mas requer algum planejamento (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

Há várias situações em que é desejável embalar algo para ter a certeza de que ele ficará protegido contra líquidos ou reduzindo os riscos deles próprios se esparramarem pelo interior. Seja para viagens ou para entregas no correio, há maneiras simples de proteger o conteúdo.

Outras pessoas estão lendo

Como poderão ocorrer os danos causados por umidade

Sempre que o objeto for vulnerável a umidade ou a líquidos, é importante pensar em como ele pode ser protegido e isolado. A proteção aplicada poderá variar conforme a situação. Se o volume de líquidos for grande e deve-se proteger livros de chuvas ou de águas derramadas acidentalmente, é mais sensato proteger os próprios livros do que tentar conter os líquidos que poderiam fazer o estrago. Em contrapartida, ao embalar um certo recipiente com líquidos em uma mala, por exemplo, seria mais eficiente manter o líquido preso nele do que proteger todo o conteúdo da mala.

Materiais

Ao proteger contra a umidade, o melhor material a ser empregado é o plástico. Há infindáveis opções para envolver objetos em plástico para protegê-los, e a melhor delas variará de acordo com o tamanho, forma e flexibilidade deles. Sacos plásticos seláveis são excelentes escolhas para pequenos itens, tanto por causa do baixo custo quanto por serem flexíveis o suficiente para acomodar itens de variados tamanhos. Recentemente foram lançadas sacolas seláveis de tamanho extragrande para os objetos maiores. Sacos plásticos de lixo ou sacolas para compras também são acessíveis e protegem bem contra a umidade. Para os casos em que uma grande área precisa ser protegida da umidade, como o espaço de trabalho debaixo de um tablado, lonas de plástico poderão ser utilizadas para proteger uma grande área.

Métodos para proteger os itens

Embora o plástico possa ser uma alternativa não porosa para manter a água e a umidade do lado de fora, selar a embalagem é responsabilidade da pessoa que embala o objeto. Com certeza haverá vãos desprotegidos se a embalagem não for feita com fechos e embrulhos uniformes e, portanto, é importante selá-la bem. Também é crucial não deixar muito ar no interior, para que não se forme uma "bolha" que possa estourar e deixar o objeto desprotegido. Se o conteúdo for muito valioso, poderá ser uma boa ideia embalar duas vezes, com duas sacolas plásticas. Se a umidade for causada mais por panos úmidos do que por derramamentos de líquidos, usar sacolas de compras -- que são gratuitas e abundantes na maioria das situações, pois as pessoas as armazenam -- a mais poderá prover o isolamento contra a água e o espaço necessário para itens maiores. Se tais sacolas não estiverem disponíveis, qualquer outro material poderá ajudar a manter a umidade longe, mesmo que temporariamente. Pode-se, por exemplo, embrulhar os frascos de líquidos com materiais absorventes como toalhas, para absorver quaisquer vazamentos e evitar que grandes volumes do líquido escapem e se espalhem por toda a mala. Caso o líquido esteja sendo enviado pelo correio, as caixas ou envelopes poderão ser preenchidas, por precaução extra, com materiais absorventes como, por exemplo, papel ou cartolina picados. Tais materiais protegerão caso o líquido consiga atravessar seu invólucro.

Considerações ao utilizar o correio

Ao enviar líquidos pelo correio, o envelope externo tem de ser resistente o bastante e deve ser etiquetado para indicar a natureza de seu conteúdo. Os recipientes dos líquidos têm de ser vedados com tampas rosqueáveis, soldas ou clipes para que o conteúdo não escape.

Considerações para viagens de avião

Ao levar líquidos em voos, saiba que novos regulamentos de segurança impõem limites rígidos na quantidade de líquidos com a qual os passageiros podem viajar. É permitido carregar consigo 100 ml e recomenda-se que estejam em bagagens que foram analisadas. No entanto, não há regras específicas quanto a viajar com itens úmidos, como lenços para bebês e toalhas úmidas, que não são a rigor líquidos. Para retê-los e proteger outros objetos próximos, pode ser de boa valia utilizar invólucros plásticos como os anteriormente apresentados.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível