Saúde

O metabolismo da dopamina

Escrito por rhiannon clouse | Traduzido por ana angelica clemente
O metabolismo da dopamina

A dopamina é um neurotransmissor utilizado em muitos circuitos cerebrais

blue neuron image by Andrew Brown from Fotolia.com

A dopamina é um neurotransmissor que atua em diferentes áreas do cérebro. É sintetizada por modificação enzimática do aminoácido tirosina. A tirosina é encontrada em várias fontes de proteína, incluindo ovos, queijos e peixes. Uma vez liberada a dopamina pelo neurônio, numa sinapse (o espaço utilizado pelos neurônios para a comunicação intercelular), permanece lá por um curto período de tempo antes de ser removido pela recaptação e / ou degradação das enzimas.

Recaptação

Uma vez que a dopamina atinge a sinapse, uma proteína especializada chamada transportador de dopamina, ou DAT a capta. O complexo de proteína-dopamina faz, num curto espaço, o caminho de volta para dentro do citoplasma da célula, liberando-o. A dopamina pode, então, ser retirada da proteína de DAT e recondicionada em pequenas vesículas para uso posterior.

Degradação

A dopamina que não é reciclada, pode ser desmembrada tanto na sinapse quanto depois da recaptação de dentro da célula. As enzimas responsáveis ​​pela degradação da dopamina são a monoamina oxidase (MAO) e o catecol-O-metil-transferase (COMT). O produto de degradação da dopamina por qualquer uma das enzimas MAO ou COMT é o ácido homovanílico (HVA).

Monoamina oxidase

Dentro da célula, a MAO é encontrada na membrana externa do mitocôndria - a energia produzida pelos órgãos da célula. Existem dois tipos diferentes de MAO, o MAOA e MAOB. Os genes para ambos estão localizados no cromossomo X. As duas formas diferem ligeiramente na sua localização e na capacidade de metabolizar os neurotransmissores de dopamina e afins. Como o MAO é responsável pela degradação da dopamina, sua deficiência resulta em aumento da atividade da dopamina. Há uma classe de anti-depressivos conhecidos como inibidores da MAO (IMAO), que atuam na redução da atividade da MAO. Curiosamente, defeitos nos genes que codificam as duas formas de MAO têm sido associados com atraso mental e ao comportamento agressivo impulsivo.

Catecol-O-metil-transferase

A catecolamina-O-metiltransferase desempenha um papel relativamente pequeno no metabolismo da dopamina e parece ser mais importante na dopamina degradante da área do córtex pré-frontal do cérebro. A COMT existe, tanto como proteína solúvel, como proteína de ligação de membrana. Os defeitos no gene que codificam a proteína COMT são associados com desordens psiquiátricas, incluindo esquizofrenia e doença bipolar.

Psicoestimulantes e DAT

A cocaína é um estimulante que aumenta a atividade da dopamina, bloqueando sua recaptação pelo DAT. Também bloqueia a recaptação de 2 outros neurotransmissores, a norepinefrina e a serotonina. Uma classe semelhante de medicamentos, as anfetaminas, aumentam a quantidade de dopamina na sinapse, estimulando a DAT via "transporte reverso" da dopamina.

Mais galerias de fotos

Comentários

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media