Para que a Metilprednisolona é usada?

Escrito por anna aronson | Traduzido por debora joi
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Para que a Metilprednisolona é usada?
Comprimidos meramente ilustrativos (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

A Metilprednisolona é um esteroide usado para tratar diversas condições médicas, bem como sintomas incômodos de algumas doenças. Ela entra no organismo por via oral, de preferência com alimentos ou leite. Dependendo do que o seu médico quer tratar ao receitar metilprednisolona, ela pode ser tomada uma vez por dia, várias vezes ao dia ou em dias alternados. Geralmente, não é usada como um tratamento a longo prazo, mas, ao tomar metilprednisolona durante um longo período de tempo, não pare de tomá-la de repente.

Outras pessoas estão lendo

Como este medicamento funciona?

A Metilprednisolona é um corticosteroide que age diminuindo a resposta do sistema imune a certas condições médicas e sintomas, como inflamação e vermelhidão.

Uso

A Metilprednisolona é comumente usada para tratar várias condições médicas, incluindo reações alérgicas agudas, asma e outros problemas respiratórios, artrite, doenças da pele e do colágeno e alguns transtornos intestinais e distúrbios nos olhos. Ela também pode ser usada para tratamento de alguns tipos de câncer.

Cuidados

A Metilprednisolona não é segura para pessoas com infecções fúngicas. Além disso, pessoas com histórico de problemas de coração, rins, glândula supra-renal ou fígado, diabetes, problemas de humor ou disfunção da tireoide, devem discutir a condição com o seu médico antes de tomar a medicação.

Efeitos colaterais

Os efeitos adversos conhecidos da metilprednisolona incluem desajeitamento, acne, mal-estar geral, tonturas, dificuldades para dormir, dores de estômago, dores de cabeça, aumento do apetite e sudorese, nervosismo e rubor facial. Nenhum desses efeitos é motivo de preocupação. No entanto, se você tiver algum dos seguintes sintomas enquanto estiver em uso do medicamento, procure o seu médico: fezes negras, alterações de humor, visão, cor da pele, ciclo menstrual ou gordura corporal, dor muscular ou fraqueza, náuseas, vômitos, tonturas e dores de cabeça; inchaço nos pés ou nas mãos, dor de tendão ou osso, dor torácica, sinais de infecção, tais como febre, arrepios ou dores de garganta, hemorragia ou nódoas negras, ganho de peso incomum; sensações cutâneas incomuns ou vômito que se parece com borra de café.

Interação medicamentosa

A Metilprednisolona não deve ser usada por pessoas que serão vacinadas contra a varíola por causa de interações perigosas que podem ocorrer. Além disso, muitos outros tipos de drogas tomadas em conjunto com a metilprednisolona podem aumentar as chances de aparecimento dos efeitos colaterais da medicação. Por isso, não se esqueça de informar seu médico ou farmacêutico sobre quaisquer outros medicamentos que você esteja tomando.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível