Método de compostagem japonês

Escrito por bonnie grant | Traduzido por lynn blanch
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Método de compostagem japonês
Arroz e outros grãos fermentados são a chave do processo de compostagem (Photos.com/PhotoObjects.net/Getty Images)

Compostagem japonesa é chamada de "bokashi", e é um método limpo e eficiente de reciclar resíduos e até mesmo carne, osso e dejetos humanos. O método usa materiais que causam a fermentação dos dejetos. É um processo de decomposição rápido sem odor que produz um composto orgânico seguro para o uso no jardim ou horta. Ele se tornou global e está sendo utilizado em sanitários onde encanamento e saneamento básico não são disponíveis.

Outras pessoas estão lendo

Compostagem japonesa

O sistema japonês decompõe quase qualquer coisa. É muito eficiente para resíduos de cozinha ou qualquer outro resíduo orgânico. Exitem kits que você pode comprar com o ingrediente ativo, ou você pode facilmente fazer o seu próprio sistema de compostagem. O composto não se parece com o adubo tradicional e é necessário manter o material enterrado por várias semanas para concluir o processo. Como em todos os sistemas de compostagem, quanto menor os pedaços melhor. Os aditivos enzimáticos são os componentes-chave da rápida decomposição de materiais orgânicos.

Ingrediente ativo

Os ingredientes ativos enzimáticos são grãos, frutas ou vegetais fermentados. O método é ideal em áreas tropicais, mas funciona bem com o método de compostagem em recipientes. No método tradicional são usadas bactérias aeróbias, mas o bokashi usa um processo anaeróbio, ou livre de oxigênio, que depende de enzimas fermentadas para transformar restos de alimentos em material orgânico útil. A mistura tradicional bokashi usa farelo de trigo, melaço e microrganismos para acelerar o processo de decomposição.

Benefícios

Bokashi deixa tudo pronto em uma ou duas semanas. O processo é fácil mesmo para uso individual. Ele pode ser usado em apartamento, escola ou qualquer outra instituição. É barato e limpo e, quando feito corretamente é inodoro. Não requer vários compartimentos, nem sequer para guardar a mistura do composto. As enzimas utilizadas podem ser fornecidas localmente. O processo é útil em ambientes fechados ou ao ar livre.

Produto final

O composto que resulta do processo japonês é chamado fertilizante bokashi. O fertilizante aumenta o crescimento das plantas e restaura a atividade microbiana em solos esgotados. O fertilizante é uma grande promessa de fonte de nutrientes em solos pobres nos países do terceiro mundo, pois o produto final é mais barato e funciona melhor do que fertilizantes caros. Este realmente restaura solos esgotados ou que tiveram baixa fertilidade. A utilização de fertilizantes bokashi traz um maior rendimento e uma maior tolerância à seca.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível