Métodos de anestesia para artroscopia do joelho

Escrito por stephanie ellen | Traduzido por mariana dsp
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Métodos de anestesia para artroscopia do joelho
Conheça os tipos de anestesia para artroscopias do joelho

Outras pessoas estão lendo

Escolha do anestésico

Existem quatro tipos de anestesia disponíveis para pacientes que se submeterão a uma artroscopia do joelho: local, geral, espinal e epidural. A escolha geralmente depende do paciente, do médico e do anestesista. De acordo com os Drs. John McGinty e Stephen S. Burkhart, autores do Operative Arthroscopy (Artroscopia Operativa), a escolha depende de você preferir estar acordado ou dormindo durante o procedimento.

Anestesia local

A anestesia local adormecerá somente a região do joelho. Em conjunto com o sedativo e monitoramento da equipe de anestesistas, a anestesia local é muito usada para esse tipo de cirurgia, de acordo com McGinty e Burkhart. Contudo, a técnica exige uma equipe experiente e a disponibilidade para alterar para anestesia geral, por exemplo, se necessário. Algumas das desvantagens da anestesia local incluem a limitação do uso do torniquete, além do fato de que o paciente pode não suportar que lhe toquem na perna. Normalmente, os pacientes ficam satisfeitos com o uso da anestesia local, e a recuperação costuma ser mais tranquila, dizem os médicos.

Anestesia geral

A anestesia geral faz com que você durma durante todo o procedimento. De acordo com McGinty e Burkhart, a anestesia geral é uma boa escolha para pessoas ansiosas e crianças. Os anestésicos mais modernos tem uma ação mais curta e menos efeitos colaterais do que costumavam ter. Os anestésicos usados para esse tipo de anestesia incluem propofol intravenoso e óxido nitroso administrado através da máscara de vias aéreas.

Espinal e epidural

Na anestesia espinal, o anestesista injeta a substância no canal espinal. Os riscos de dor de cabeça espinal com esse método são altos: a Mayo Clinic coloca esses números na casa dos 30%. De acordo com o anestesista Michael Mulroy, a anestesia espinal também pode ocasionar coceiras e um tempo de recuperação mais longo em diversos casos. Mulroy diz que a anestesia epidural tem menos riscos de efeitos colaterais do que a espinal e dá ao paciente o mesmo grau de satisfação do que a espinal. Na anestesia epidural, o anestésico é injetado no espaço epidural, na espinha.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível