Métodos de conservação de ostras recém- descascadas

Escrito por fred decker | Traduzido por valeria jardim
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Métodos de conservação de ostras recém- descascadas
O sabor das ostras é fortemente afetado pelas águas nas quais elas crescem (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

As ostras são uma das honras da indústria de frutos do mar. Em algumas áreas, elas são servidas fritas ou recheadas. Em outras, são servidas resfriadas e cruas em meia concha com uma seleção de condimentos. Seu sabor doce e salgado é estimado por aficionados. Caso tenha a sorte de adquirir uma grande quantidade de ostras frescas, elas serão melhores conservadas em suas conchas. No entanto, às vezes é mais prático descascá-las de uma só vez para o armazenamento.

Outras pessoas estão lendo

Refrigeração

Descasque suas ostras em uma peneira de malha fina suspensa sobre uma tigela para pegar o suco, ou "secreção", das mesmas. Armazenar as ostras em sua secreção preserva melhor o sabor e frescor. Por razões de segurança alimentar, guarde as ostras sem concha somente em recipientes higienizados ou sacos de plástico de congelador não utilizados anteriormente. Embale as ostras e seu líquido e vede os recipientes, em seguida, embrulhe-os em um vasilhame com gelo em sua geladeira. Armazenadas desta forma, em temperatura um pouco acima de zero grau Celsius, as ostras sem concha durarão de sete a dez dias, o mesmo que ostras vivas na concha.

Congelamento

Tal como acontece na refrigeração, a chave para manter o melhor sabor possível é congelar as ostras em sua própria secreção. O líquido também ajuda a prevenir a queimadura do congelador. Coe a secreção das ostras e embale as mesmas em sacos de congelamento ou recipientes de congelamento higienizados, em seguida, regue-as com o líquido. Para obter o melhor sabor e textura, as ostras devem ser consumidas ​​dentro de três meses. Elas não terão o mesmo sabor delicado e textura que ostras recém-descascadas quando descongeladas, então devem ser consumidas em pratos fervidos, como sopas e cozidos.

Enlatamento

As ostras recém-descascadas também podem ser enlatadas para conservação a longo prazo. Mergulhe-as sem concha em água salgada por três a quatro minutos, e em seguida lave-as em água fria. Embale as ostras folgadamente em frascos de conservas esterilizadas, dividindo o líquido das ostras entre os frascos. Preencha os recipientes com água levemente salgada, deixando 1 cm de espaço na parte superior dos frascos. Sele os recipientes de maneira apertada com a mão e proceda o enlatamento de conservas por 75 minutos. O "USDA's National Center for Home Food Preservation" fornece instruções detalhadas sobre o processo de enlatamento em conservas.

Conservar em vinagre e marinar

Conservar em vinagre e marinar são os dois métodos de aromatização e de conservação de alimentos que mantêm a acidez, criando um ambiente hostil às bactérias e outros micro-organismos. A diferença é em grande parte uma questão de grau. Ostras ou outros alimentos marinados são destinados à conservação e consumo a curto prazo, enquanto os alimentos conservados em vinagre com maiores níveis de acidez têm possibilidades de armazenamento a longo prazo. Ostras marinadas podem ser mantidas por até cinco dias na geladeira, embora a acidez da marinada comece a afetar a sua textura. Ostras em conserva podem ser servidas frescas ou seladas em uma lata.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível