Métodos para despertar seu Kundalini

Escrito por kimberly tobin | Traduzido por carina martins
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Métodos para despertar seu Kundalini
O Kundalini é uma energia potencial dormente na base da espinha (nackter rücken image by Clarini from Fotolia.com)

Quando desperta, o Kundalini é uma energia corpórea poderosa. Acredita-se que ela abra níveis de consciência mais altos e crie experiências que vão de visões intensas a uma paz mental maior, de acordo com ensinamentos hindus e budistas. A palavra Kundalini vem do sânscrito e significa "enrolado". É descrita como uma energia potencial dormente, como uma serpente enrolada na base da espinha. Quando despertada (ou desenrolada), essa energia sobe através da coluna e através de centros energéticos do corpo. Duas abordagens para o despertar são os métodos sem mediação (diretos) e mediados (indiretos).

Outras pessoas estão lendo

Métodos sem mediação

Os métodos sem mediação são uma abordagem mais rápida, direta e enérgica de se despertar o Kundalini. Podem envolver diversos ásanas (postura de ioga), travas (fechamentos de uma parte interior do corpo) e exercícios de respiração, assim como meditação intensa e o uso de mantras complexos (repetição de palavras ou cânticos para acordar a energia). Estas práticas vêm de disciplinas e ioga como Hatha, Kriya, Kundalini, Raja, e Tântrica. Escolher um método sem mediação para despertar o Kundalini geralmente depende de sua conexão com um mestre ou tradição em particular. Praticar os vários ásanas, travas e exercícios respiratórios de maneira apropriada é crucial, portanto certifique-se de que você tenha alguma orientação quando experimentar essas abordagens.

Métodos mediados

Os métodos mediados de despertar o Kundalini são indiretos no sentido de que eles agem através de um agente, método ou prática secundários. Esses métodos são geralmente tidos como uma abordagem mais lenta e suave de despertar a energia. Ao usar esses métodos, você pode incorporar rituais religiosos, outros tipos de ioga como Bhakti Yoga (ioga devota), Jnana Yoga (ioga da autodisciplina e questionamento), Karma Yoga (ioga através da ação no mundo), mantras simples e meditação suave.

Outra técnica mediada é o shaktipat ou transmissão de energia. Um iogue ou guru pode transmitir energia a você e acordar o seu Kundalini. Isso é feito de quatro maneiras -- pelo toque, olhar, som ou pensamento.

"O iogue pode tocar o discípulo e transmitir energia através do contato físico ou olhar fixamente para ele, com a energia fluindo de seus olhos", de acordo com Shri Dhyanyogi Madhusudandasji, professor espiritual indiano e mestre iogue. "O iogue pode proferir palavras que carregam a energia ou, mais sutilmente, a energia pode ser transmitida diretamente por seu pensamento."

O shaktipat pode ser aplicado apenas por iogues que tenham dominado o controle da força vital, conhecida em sânscrito como prana, segundo Madhusudandasji.

Kriyas

Às vezes, antes de o Kundalini ser realmente acordado, a pessoa pode sentir explosões repentinas de energia chamadas kriyas. Elas podem ser agudas, rápidas ou suaves, ou podem vir como um sobressalto poderoso que faz o corpo saltar. Essa energia também pode vir através da meditação, vivenciada como uma explosão solitária de energia. Às vezes, as kriyas podem gerar ansiedade, pois causam estranheza no começo.

"À medida que a energia é compreendida e assimilada, as kriyas passam a vir mais como uma rápida onda tranquilizadora de calor que traz uma onda de paz", explica Swami Jnaneshvara Bharati (Swami J), um monge e professor treinado no Himalaia. "Por causa do sentimento caloroso e pacífico que pode vir com ou após as kriyas, elas podem ser confundidas com o despertar do Kundalini, mas não são. No entanto, elas são experiências prazerosas que servem como inspiração ao longo da jornada."

Precauções

O despertar do Kundalini pode ser uma experiência muito poderosa. Converse com seu médico, terapeuta, guia espiritual ou guru antes de tentar ou se sentir qualquer desconforto ou experiência traumática, independentemente do método.

"Muitas pessoas consideram essa energia uma força poderosa demais para lidarem com ela sozinhos, sem a ajuda de um guia", afirma Kurt Kreutzer. Algumas das abordagens mais enérgicas para despertar o Kundalini podem trazer também questões adicionais. "Sem a orientação adequada, práticas que envolvem concentração extensa ou retenção da respiração podem causar desequilíbrio mental ou desconforto físico."

Sintomas do "Kundalini rompido" podem incluir insônia, dificuldade de concentração, ataques de pânico, movimentos involuntários como tremor ou espasmos, desconforto generalizado ou a sensação de que a energia pode oprimi-lo.

Tente técnicas que focam mais no fluxo da respiração e mudança gradual da atenção, já que elas raramente causam problemas, de acordo com Kreutzer. "Essas técnicas funcionam mais para purificar o sistema e prepará-lo para o despertar do Kundalini, em vez de focar em acordar a energia diretamente", explica.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível