Métodos de modulação de pulsos

Escrito por jensen johansson | Traduzido por josé fabián
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Métodos de modulação de pulsos
Existem várias formas de codificar e transmitir informação analógica e digital (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

Os métodos de modulação de pulsos podem soar muito científicos, mas na verdade são simples de entender. O primeiro método de modulação de pulsos apareceram como código Morse, o qual usou combinações específicas de pontos e linhas para comunicar-se por telégrafo. Há várias décadas, foi aplicado a enlaces de micro-ondas para enviar dados digitais. A modulação de pulso varia a frequência, fase e amplitude de uma forma de onda, da mesma forma em que um músico modula o tom, tempo e volume de um instrumento.

Outras pessoas estão lendo

Modulação analógica

A modulação de amplitude (AM) é um tipo de modulação linear na qual a amplitude varia de acordo com o sinal portador. A modulação de frequência (FM) é usada em transmissão de áudio de TV, modulação de portadoras de micro-ondas e sistemas de comunicação "point-to-point". A modulação de ângulo é uma modulação analógica não linear que precisa de muita largura de banda. Nesse tipo de modulação de pulso, o ângulo da onda portadora varia de acordo com o sinal da mensagem.

Modulação por chaveamento de frequência

A modulação por chaveamento de frequência (FSK) altera a frequência de uma onda portadora para transmitir informação. A FSK binária (BFSK) usa duas frequências discretas para transmitir informação binária. Um "sistema binário" é um código que traduz qualquer informação para a combinação de dois números, normalmente zeros e uns. A modulação por chaveamento de frequência mínima (MSK) modula as frequências inferior e superior, de forma que a diferença entre as duas é a metade da taxa de bits. Esse é o menor índice de modulação de frequência, e um tipo de MSK, chamado GMSK, usado nas normas de telefonia móvel GSM. A modulação por chaveamento de frequência de áudio (AFSK) é um método de modulação que altera a frequência de um tom de áudio. A AFSK é apta para a transmissão por rádio ou telefone.

Modulação por chaveamento de amplitude

A modulação por chaveamento de amplitude (ASK) é um método de modulação digital no qual a amplitude é alterada, enquanto a fase e a frequência permanecem constantes. O processo de modulação de amplitude atribui dois ou mais níveis de amplitude discretos a uma senóide. As mensagens binárias usam dois níveis, normalmente com um deles sendo zero. O processo de modulação consiste de duas etapas: a recuperação do fluxo de bits limitado em banda e a recuperação do fluxo de bits binário. A ASK usa transmissores mais simples e eficientes do que a FSK. Esse método de modulação é aplicado em satélites e sistemas espaciais que usam amplificadores de potência saturados.

Modulação por deslocamento de fase

A modulação por deslocamento de fase (PSK) é um tipo de modulação digital. Usa uma quantidade limitada de sinais e fases codificadas em uma combinação única de bits binários que criam um símbolo específico. O símbolo modulado é então transmitido, e um demodulador determina a fase do sinal e decodifica o símbolo representado. A PSK binária (BPSK) usa duas fases separadas por 180 graus. Esse método de modulação é o mais simples, mas possui o maior nível de ruído, ou distorsão, não sendo, portanto, apto para aplicações de alta velocidade e largura de banda limitada. A PSK em quadratura (QPSK) usa quatro fases para codificar dois bits por símbolo, duplicando dessa forma a taxa de transmissão de dados e mantém a largura de banda do sinal.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível