Métodos para tratamento de lixo hospitalar

Escrito por mike charmaine | Traduzido por mariana zambon ferreira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Métodos para tratamento de lixo hospitalar
O lixo hospitalar deve ser tratado de maneira especial (Snakebite Productions/Photodisc/Getty Images)

Lixo hospitalar, em geral, refere-se aos resíduos gerados como resultado de atividades da área da saúde, mais frequentemente hospitais e outros tipos de instalações médicas. Inclui uma ampla gama de materiais, tais como agulhas, produtos químicos, seringas, partes do corpo, instrumentos médicos e substâncias radioativas. A falta de gerenciamento de descarte de lixo hospitalar pode aumentar o risco de infecções e doenças ao público e pode poluir o meio ambiente. Diversos métodos estão disponíveis para tratar o lixo hospitalar e torná-lo menos perigoso e não infeccioso.

Outras pessoas estão lendo

Esterilização à vapor

Esterilização à vapor, também conhecida como autoclave, é um método comumente usado para descontaminar resíduos médicos perigosos. A esterilização a vapor é um método econômico no qual o resíduo médico é mantido numa câmara especializada vedada e exposto ao vapor, a uma temperatura e pressão específicas por um período de tempo determinado. A esterilização a vapor é uma alternativa excelente à incineração (na qual os depósitos de resíduos são queimados sob condições controladas) e também ajuda a diminuir o custo do descarte de resíduos médicos não tratados.

Esterilização à gás

A esterilização a gás não é tão comum quanto a esterilização a vapor para tratamento de resíduos médicos. Nesse método, o resíduo médico é colocado numa câmara a vácuo selada contra o ar e tratada com um agente esterilizador (tal como óxido de etileno ou formaldeído). O gás que entra em contato com o resíduo penetra e mata quaisquer agentes infecciosos.

Desinfecção química com trituração

A trituração do resíduo médico antes de deixá-lo exposto a um desinfetante químico líquido (tal como alvejante de cloro) é outro tratamento para resíduos médicos. A trituração garante exposição suficiente do agente químico a todas as partes do resíduo e ajuda a facilitar o descarte de quaisquer resíduos. Os líquidos resultantes são lançados no sistema de saneamento e resíduos sólidos são descartados em aterros.

Inativação térmica

A inativação térmica é usada para tratar grandes volumes de resíduo clínico líquido. Envolve o aquecimento do resíduo a temperaturas em que agentes infecciosos são mortos. A câmara é pré-aquecida a uma temperatura específica, na qual o resíduo é mantido por um tempo controlado e depois é liberado.

Irradiação

A irradiação envolve a esterilização do resíduo, expondo-o a uma fonte de cobalto. O cobalto libera radiações gama que destroem todos os micróbios no resíduo.

Tratamento de microondas

O tratamento de microondas também pode desinfetar o resíduo, que é espedaçado, depois misturado com água e aquecido internamente, para neutralizar todos os materiais biológicos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível