on-load-remove-class="default-font">
×
Loading ...

Micose em Pugs

Atualizado em 21 novembro, 2016

Pugs são uma raça favorita entre muitos amantes de cachorros, graças a sua natureza gentil e amabilidade. Criados para ser puramente um cão de companhia na China antiga, eles tendem a ser animados, divertidos e de temperamento calmo. Pugs são propensos a problemas de pele em geral, e são também suscetíveis a infecção por micose - uma infecção de pele causada por um fungo - assim como muitos cachorros são. Felizmente, a micose é facilmente diagnosticada e relativamente simples de tratar.

A infecção da micose é relativamente fácil de tratar (Dogs at local park; pug image by Tawana Frink from Fotolia.com)

Transmissão de micose

Um pug pode ser infectado com micose ao estar do lado de outro cachorro ou gato com a mesma doença. É também capaz de pegar o fungo divido ao contato com itens contaminados, como carpetes ou ferramentas de tosa. Canis ou instalações de embarque que estejam contaminados podem às vezes ser uma fonte de micose. Os fungos que causam essa doença podem ficar em um ambiente por 13 meses, podendo levar a uma reinfecção.

Loading...

Sinais de micose

Padrões circulares de perda de pelo que possuam um centro seco e escamoso são um sinal comum de micose. Os pontos carecas serão pequenos no começo e aumentarão com o tempo. Eles aparecem frequentemente na cabeça do pug, mas podem também ser encontrados em outras áreas do corpo do cachorro. O pug pode coçar esses pontos devido as irritações.

Diagnóstico da micose

Olhar para a pele de um pug através de uma lâmpada de madeira - um tipo especial de luz ultravioleta - pode revelar a infecção da micose. Muitas espécies de fungos irão brilhar com um verde fluorescente quando vistos por essa lâmpada. Um veterinário pode também ter um diagnóstico preciso. Ele examinará o pelo do pug através do microscópio para procurar por fungos e talvez também faça uma cultura da amostra de pelo para determinar a espécie exata da micose que está causando a infecção.

Tratando a micose

Tratamentos comuns para micose incluem cremes tópicos antifungos, como Lotrimin, creme miconazol ou loção de 1% de clorexidina. Xampus antifungos e/ou mergulhos em caldas sulfocálcicas podem ser receitados em vários casos. Medicações orais antifungos também podem ser prescritas, incluindo griseofulvina, cetoconazol e itraconazol. Se você possuir outros cachorros ou gatos, será preciso tratar de cada animal da casa.

Problemas de pele de pugs com sintomas parecidos com a micose

Pugs são propensos a vários problemas de pele que podem ser confundidos com micose sem um diagnóstico apropriado. Alguns pugs possuem alergias climáticas, que causam coceiras na pele do cachorro e o fazem mordiscar seus pés. Sarna demodécica é um problema frequente em cachorros dessa raça. É causada pelo ácaro Demodex e provoca a perda desigual de pelos. Infecções estafilococos - causadas por bactérias - causam lesões que parecem muito semelhantes às lesões causadas pela micose. Pugs tratados com antibióticos para outras infecções de pele algumas vezes desenvolvem infecções por levedura, que causam escurecimento e espessidão na pele e coceiras.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...